quarta-feira, julho 12, 2006

Pequeno balanço do Mundial

O Campeonato do Mundo chegou ao fim com a Itália a conquistar o 4º título da sua história. Assente numa estrutura e organização defensiva assombrosa, os “azzurri” foram a equipa mais equipa deste Mundial, faltando-lhe apenas mais um pouco de Totti e Luca Toni para dar uma pintura diferente ao seu futebol de aço. Buffon, Zambrota, Matterazzi, Cannavaro, Grosso, Gattuso e Pirlo fizeram contra a Alemanha e a França exibições fantásticas, com destaque superior para Andreas Pirlo… que na minha opinião foi muito mais jogador do que Zinedine Zidane.
A França fez dois grandes jogos frente à Espanha e ao Brasil, mas decaiu de produção a partir das meias-finais. A Alemanha foi ao pódio com justiça, uma equipa bastante jovem que pode dar cartas daqui a 4 anos. O Brasil foi uma decepção! A Argentina foi traída pelo seu próprio treinador! A Espanha pagou caro alguma falta de experiência! O Gana foi a selecção que mais entusiasmou, com o perfume do futebol Africano: Aguerridos, virtuosos mas… inocentes!

Em relação aos jogadores, os destaques vão para: Cannavaro, Pirlo, Maniche, Lahm, Frings e Vieira. Não foi o mundial dos pianistas mas dos “carregadores de piano”!

Equipa: Buffon; Zambrota, Cannavaro, R.Carvalho, Lahm; Frings, Maniche, Pirlo, Maxi Rodriguez; Klose, Henry;

Em relação a Zidane e antes de dizer mais alguma coisa, confesso que tenho uma antipatia grosseira pelo Francês. Foi um extraordinário jogador de futebol, uma elegância no trato da bola que eu nunca vi a mais ninguém. Mas Zidane tem duas faces e quando daqui a 20 anos, dois amigos estiverem a falar de futebol e algum deles se lembrar de Zidane, o outro vai dizer: “Ah sim… aquele que agrediu à cabeçada um jogador adversário numa final do Mundial!”

Portugal fez um brilharete num Mundial que tinha tudo para ser todo nosso! Eliminar a Holanda e a Inglaterra é prestigiante, mas a forma como caímos aos pés da França deixa perceber que com mais astúcia táctica poderíamos ter alcançado a final.
Maniche, Ricardo Carvalho, Meira e Miguel foram os maiores destaques da nossa Selecção. Cristiano Ronaldo teve momentos muito bons frente à França e à Alemanha. O que teria acontecido se em vez de um, os adversários tivessem dois para se preocuparem? Nunca iremos saber!
Um 4º lugar no Campeonato do Mundo é um excelente resultado e todos os membros da Selecção Portuguesa estão de parabéns pelo feito alcançado!

Não vou perder mais tempo com a novela do Seleccionador. Querem manter um motivador profissional a ganhar 2 milhões euros/ano para trabalhar a sério um mês de dois em dois anos… é lá com eles! Estou fora… só me volto a chatear lá pelo mês de Junho de 2008… nessa Áustria que em 1987 me fez chorar de alegria.

7 Comments:

Blogger Pedro Reis said...

Grande texto Aníbal!

Só uma nota para o Zidane: é verdade que para além do extraodinário futebolista ficou uma imagem disciplinar longe do exemplar. Mas relativamente à expulsão na final ele já teve a punição mais forte que podia ter tido: acabar a carreira expulso e perder a final de um campeonato do mundo. Só tenho pena que o Materazzi se tenha ficado a rir, porque considero-o dos jogadores mais nojentos e maldosos do futebol actual. A cabeçada que levou do Zidane foi uma "pena" demasiado suave para ele. Se quiserem vejam algumas das suas bárbaras entradas em www.youtube.com. Uma delas lembro-me eu bem o ano passado sobre o McCarthy.

12/7/06 11:01 da manhã  
Blogger lucho said...

em cheio aníbal!

12/7/06 3:26 da tarde  
Anonymous andre said...

Anibal,
parece-me mt bem, apenas com estas alterações:
Grosso por Lahm
Henry (pareceu-me uma sombra do Henry da Premier League)talvez por Torres, Crespo ou Podolski.

12/7/06 3:42 da tarde  
Blogger Aníbal Letra said...

Pedro: Matterrazi de santo não tem nada... mas tudo o que ele lhe possa ter dito é pouco para motivar aquela reacção de Zidane. Mas Zidane tb tem muito pouco de santo: São incontáveis as expulsões que teve durante a sua carreira, grande parte delas por agressões aos adversários! É o 2º jogador a conseguir o feito de ser expuldo em 2 mundiais.

André: Grosso é um excelente defesa-esquerdo e esteve muito bem nos últimos dois jogos da Itália, mas quanto a mim Lahm é fantástico. Não sei como o Mourinho não o vai buscar em vez do Roberto Carlos.
É verdade que o Henry esteve longe do que já mostrou mas mesmo assim esteve num plano muito razoável. Se a Espanha tem chegado pelo menos aos quartos-finais, provavelmente escolheria Fernando Torres em vez do Francês.

12/7/06 6:10 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

http://www.setbb.com/fcp/ <---- para Portistas ou para quem queira participar... De a sua opiniao

FCP FOREVER

15/7/06 4:47 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Your website has a useful information for beginners like me.
»

12/8/06 11:15 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

I like it! Good job. Go on.
»

18/8/06 2:45 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home