segunda-feira, janeiro 08, 2007

Parece Impossível!

Não foi a primeira nem será a última vez que uma equipa de um escalão secundário vem ao Dragão ou ao estádio de um grande fazer este tipo de estragos, mas é sempre com um sentimento de incredulidade que assistimos a estes momentos.
Vários factores de ocorrência simultânea fazem com que isto aconteça, mas um apenas é fundamental para este resultado: Falta de profissionalismo! Espero que os jogadores percebam que ainda não são nada acima do que jogadores promissores e que arrepiem caminho para jogos futuros.
Queria também chamar a atenção para a exibição de Ibson, jogador idolatrado e endeusado por uma grande parte dos portistas. Quando tem uma grande oportunidade de mostrar as suas capacidades... é isto que ele mostra? A forma como perde a bola no golo do Atlético é ridícula. Há uma abissal diferença entre um jogador com bom toque de bola e um grande jogador! Sou obrigado a dizer isto: Se fosse o Bruno Alves...

29 Comments:

Blogger madger said...

Demos a oportunidade para as tv's, fazerem mais directos.
Foi uma "festarola".
Quando o FC PORTO perde é feriado nacional no sul.
Foi pena sermos eliminados assim.

8/1/07 10:15 da manhã  
Blogger DragãodeÁgueda said...

Passando por cima do óbvio (incredulidade, vergonha, raiva) penso que há que extrair o positivo que esta derrota traz. Pode não ser muito, mas acho que há coisas boas que se podem tirar daqui:
- "Voltar à terra".
Acho que se andava a falar demais em títulos e a euforia era generalizada e perigosa. Falta mais de uma volta de campeonato, com imensos jogos difíceis.
Até para a Liga dos Campeões pode ser bom. Já via muitos jogadores a falar em serem campeões europeus quando temos pela frente uma das equipas mais difíceis de bater na Europa (apesar do seu momento menos brilhante.)
- Refocar a seriedade
Esta derrota deve servir para os jogadores mais uma vez perceberem que camisolas não ganham jogos. Que diferença de atitude ontem e na 2ª parte do jogo do Nacional da Madeira....
- Afastar alguma sobranceria sobre a qualidade do plantel. É certo que não serve de justificação, até porque quase todos os 11 de ontem foram ou são internacionais, mas O Chelsea no sábado, contra uma equipa da IVª Divisão jogou com Ricardo Carvalho, Ashley Cole, Lampard, Shevchenko, Wright-Philipps, Kalou.
- Jesualdo esteve bem no final: as desculpas, a vergonha, as críticas.

Conclusão: é muito mau sair assim de uma competição de que somos detentores, que queríamos ganhar.
Mas apesar de tudo, parece-me que era uma derrota que faria mais mossa se acontecesse no campeonato.
Espero que sirva de lição para que aí não ocorra.

8/1/07 10:48 da manhã  
Blogger Pedro Reis said...

Completamente de acordo, é de uma falta de profissionalismo total!
Jogadores que ganham fortunas para treinar e que quando têm oportunidade de jogar o fazem desta forma, bem podem arrepiar caminho que algum dia querem ser jogadores de top...

O Jesualdo, apesar de tudo, parece-me de todos o menos responsável: avisou durante a semana, teve um discurso cuidadoso e no final não esteve com meias palavras. Só espero que depois no balneário (e nos próximos dias) dê um "tareião valente" a estes meninos.


P.S. Aníbal foste ver o jogo? Há algum jogador que mereça, pelo menos ser parcialmente ilibado da miséria geral?

8/1/07 11:04 da manhã  
Anonymous Ricardo Ferreira said...

Infelizmente (e desta vez felizmente) não tive a oportunidade de assistir ao jogo no estádio do Dragão mas ouvi atentamente o relato e como em todos os portistas o estado de espirito é de tristesa e de muita vergonha...Mas gostava de aqui dizer que apesar de todos os aspectos negativos, que os houve e muitos, temos de dar a volta por cima e espero que hoje os atletas do FCP tenham recebido uma lição de humildade, de trabalho de equipa e de que sem suor não se ganham jogos...Apesar de pelo que me pareceu e se estiver errado porque não estive in loco que alguem me corrija lutaram até ao fim...pena foi o penalti não ter sido convertido...E que estes atletas se recordem deste jogo no dia contra ao Chelsea porque vamos ter de entrar com tudo mas com humildade e profissionalismo...Espero também que o Prof. Jesualdo tenha "pulso" para mudar as atitudes de certos atletas do nosso clube, exemplo jogadores com as excelentes qualidades tecnicas de Quaresma, Ibson,Moraes o propio Raul Meireles têm de saber criar uma certa "frieza" dentro de campo, e viver o seu futebol mais com a cabeça do que com o coração, tipo pensar "vou tentar resolver isto individualmente,não deu ok paciência, vamos lá provocar o 2 para 1.. E ganhar isto!" Estes jogadores podem ser ja bons jogadores mas podem ser muito melhores!Têm grande margem de progressão e nós adeptos temos de fazer criticas constructivas e não destrutivas...Quaresma é um genio da bola,mas precisa de melhorar o espirito de liderança porque nos dias bons ele "carrega" a equipa às costas mas nos dias maus ele afecta negativamente a equipa, enerva-se e faz enervar os colegas...(E adeptos...) Ele tem de perceber que todos temos dias maus e que não é pela primeira finta não sair, pelo primeiro passe falhar que o jogo vai correr mal...Ele demonstrou o que sabe e pode ser dos melhores jogadores do mundo quando passar esta fase de crescimento futebolistico. Esta derrota veio demonstrar que foi e é um erro substimar equipas pequenas e esperar que o golo apareça...Espero que a lição esteja aprendida.
Abraço a todos os portistas

8/1/07 11:53 da manhã  
Blogger PavlovDoorman said...

Aníbal tenho uma dúvida:
qual foi o famigerado treinador que alcançou a 5ª, repito 5ª dobradinha da história do noss Clube?
Não foi o Jesualdo...
Quanto a quem pergunta se alguém se safou, indico talvez o João Paulo e o resto da defesa pois não tiveram trabalho também para fazer.

8/1/07 12:17 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

VIVA O ATLÉTICO DA...TAPADINHA!

LOL!

GANDA FRANGO DO baia!

LOL!

8/1/07 12:23 da tarde  
Anonymous andre said...

Eu fui ver o jogo.
Além do João Paulo, também o Vieirinha esteve em plano razoável.

Foi muito mau! Muito mau mesmo!!!

A minha azia é enorme.

Concordo totalmente com o Anibal, quando se refere ao Ibson.

Uma coisa é certa: "Co Adriaanse = dobradinha".
Jesualdo para mim tem apenas responsabilidade na decisão da escolha de Quaresma para marcar o penalti. O Quaresma estava de cabeça perdida. Quem viu o jogo reparou nisso.

Mas a vida continua... apesar da dobradinha já ter ido...

8/1/07 12:24 da tarde  
Blogger Aníbal Letra said...

Não Pedro... não fui ao Dragão! O futebol às 3 tarde é tão raro que a essa hora parece-me incomportável ir ao futebol. Antigamente os almoços de Domingo em família eram ao meio-dia para dar tempo de ainda ir ao futebol... as coisas estavam estruturadas socialmente :D nesse sentido. Agora... com a falta de hábito as coisas tornam-se mais complicadas.

Em relação às responsabilidades de Jesualdo... na minha opinião elas só lhe podem ser imputadas pela falta de intransigência inicial. Antes do jogo ele tinha que dizer que não compactuaria com falta de profissionalismo e displicência...
eu não sei se ele disse isso ou não... o que eu sei é que depois é muito complicado controlar os jogadores.

8/1/07 12:46 da tarde  
Anonymous ricardo n said...

Já tinha comentado outros posts as ultimas exibições do Ibson. Agora teve consequêmcias trágicas.
De qualquer forma seria facilmente perdoavel se tivemos ganho... e essa é que é a questão. Sofremos um golo mas não marcámos nenhum... estamos a falar do Atlético, meus senhores... Bruno Moraes, Ibson, Cech e outros perderam aqui uma oportunidade de mostrar serviço. Ainda querem dispensar o Adriano? Parece-me precipitado...

8/1/07 12:51 da tarde  
Anonymous Pentadragão said...

O Ibson perder a bola numa jogada para o ataque é prática corrente. Já aconteceu dezenas de vezes. Alguma vez teria que dar golo. Ainda ninguém lhe explicou que não pode inventar naquela zona. Mas não há desculpa, tiveram muito tempo para remediar.

http://rascordonline.planetaclix.pt

8/1/07 1:34 da tarde  
Blogger Pedro Reis said...

Pelos vistos só o João Paulo e o Vieirinha parecem querer lutar por um "lugar ao sol"!

O Jesualdo avisou antes se não me engano... A escolha do Quaresma para marcar o penalty pode ser questionável, mas por tudo o que já fez é melhor que tenha sido ele a falhar, porque pelo menos tem crédito...

Quanto às bocas à diferença Adriaanse/Jesulado não vão por aí...

Quero ver como a equipa vai entrar em campo no próximo jogo?

8/1/07 2:10 da tarde  
Anonymous Paulo Ungaro said...

Mau ... muito mau ...

Sem palavras ...

Saudações aos desPortistas

8/1/07 2:16 da tarde  
Anonymous Tripeiro said...

Ainda não caí em mim. Como é possível o detentor do troféu e o Campeão Nacional, ser afastado na primeira eliminatória em que joga, em casa diante do Atlético da segunda divisão B??? Espero que isto sirva de lição a todo o plantel. Nenhum clube é imbatível e todos têm os seus dias e jogos maus, mas isto não podia ter acontecido!
A culpa não é de "A" nem de "B". É da equipa toda. Foi um jogo para esquecer, num dia em que tudo saía mal.
Não estou a dizer que não se vejam os erros!! Isto foi uma vergonha e não pode voltar a acontecer!

Um Abraço,
Tripeiro
http://anti-lampiao.blogs.sapo.pt

8/1/07 3:07 da tarde  
Blogger PavlovDoorman said...

Pedro Reis a questão que coloco sobre Adriaanse não é uma comparação é uma constatação, era óbvio que não existia bom ambiente, mas fosse por medo fosse pelo que fosse ao menos ganhamos 2 troféus.
Agora há que pensar na Terra da Tragédia do Drama da Ciência a capital do nosso contentamento (assim espero).
Abraço

8/1/07 4:05 da tarde  
Anonymous Mourisco said...

A piada do dia:
se um grande abusa de um pequeno é um pedófilo!
se um pequeno abusa de um grande é um Atlético!

8/1/07 4:11 da tarde  
Blogger JRP said...

Nem o Ibson é o génio que nós o pintamos depois daqueles seis meses excelentes no meio de tanta miséria com o Couceiro, nem a desgraça que por aqui se vai dizendo.
Estou de acordo com o Aníbal no remate: "Se fosse o Bruno Alves...", ele que nem estava em campo...
O Ibson falhou naquele lance, é certo. O Ibson fez um jogo fraco, estou de acordo. Mas o tipo tem muitas atenuantes.

1 - Pergunto-vos há quanto tempo o Ibson não é integrado na equipa com os titulares? Sempre que joga há alterações tácticas ou joga com os que não são habitualmente titulares. Gostava de ver o Ibson com a equipa toda titular no lugar do Meireles ou do Assunção, com o Lucho e o Anderson ao lado, com Quaresma, Lisandro e Postiga, com o Bosingwa e o Fucile a entrarem rápidos pelas laterais e com a segurança de Alves-Pepe atrás. Aí veríamos se ele tem ou não pedalada. Eu acho que tem!

2 - Ontem todos jogaram mal (eu estive lá, como sempre. Tive que adaptar a rotina domingueira para ir ver o jogo), talvez à excepção de alguns lampejos do Vieirinha. Nesse sentido é muito difícil alguém brilhar, sobretudo no meio campo, uma vez que um dos erros de ontem foi o Porto jogar pelo meio onde os jogadores do Atlético se aglomeravam... esse afunilamento e completa passividade dos laterais (fucile esteve muito apagado e Cech então nem se fala…) levou a que o meio campo se perdesse na confusão de tantos jogadores para tão pouco espaço e sem linhas de passe para soltar a bola. Aliás... entre o Ibson, o Meireles ou o Assunção a diferença no jogo foi praticamente nenhuma. Qual deles jogou melhor?

3 - Quando começou o jogo eu e quem me acompanhava percebeu logo que as coisas dificilmente resultariam... passamos neste blog, jogos atrás de jogos, a dizer que o trio Assunção-Meireles-Lucho contra equipas que se fecham muito não funciona, porque haveria de funcionar o trio Assunção-Meireles-Ibson contra uma equipa que se fechou (e bem!) e onde o resto da equipa estava tão ou mais amorfa que o meio campo, ao contrário do que costuma acontecer?

4 - É certo que o erro foi crasso e até já não é a primeira vez que o Ibson faz aquilo. Tem que ser corrigido. Mas expliquem-me lá porque é que aquele erro do Ibson é maior que o falhanço do Bruno Morais que estava completamente isolado. Ou o do Lisandro também isolado. Ou o penalti falhado pelo Quaresma. Se estes 3 tivessem marcado, que era também a sua obrigação, teríamos vencido...

5 - É certo que o Ibson perdeu a bola em lugar perigoso, mas para além de se ter dado a situação do jogador ficar rodeado de adversários com o resto da equipa do Porto a assobiar para o lado sem ajudar, o que dizer da absoluta inabilidade dos centrais em despachar a bola quando esta chegou à área?

Repito, não ilibo o Ibson. Esteve mal (assim como toda a equipa). Mas o tipo tem potencial (como poucos!) que temos a obrigação de explorar, sob pena de no futuro termos que engolir distinções como as que o Diego tem tido na Alemanha (e atenção que eu também penso que o Diego nem é tão fraco como aqui chegou a parecer, nem tão sensacional como os alemães parecem agora pensar), ou sentirmos que perdemos a oportunidade de explorar a qualidade de um craque. Nesse aspecto o Ibson tem muitas semelhanças com o Alenitchev. Um jogador que estivemos quase a dispensar, que a maioria do público das Antas não gostava com o Fernando Santos e com o Octávio e que depois explodiu com alguém que soube rentabilizar as suas gigantescas potencialidades: José Mourinho. Ibson é, em muitas coisas, semelhante a Aleni: joga no meio campo, apesar da inquestionável valia no meio campo (no toque de bola, no passe, na inteligência na leitura de jogo) está com dificuldades em se encontrar o seu papel de mais valia para a equipa.
No restante, queria destacar a opinião do Dragão de Águeda. Assino por baixo da primeira à última linha.

8/1/07 4:12 da tarde  
Blogger Aníbal Letra said...

JRP:

Não é difícil discordar da tua opinião e linha de raciocínio. Claro que é mais fácil e mais óbvio acusar alguém que teve responsabilidades no golo sofrido do que outros que falharam golos certos.
A minha opinião sobre o Ibson não mudou após este jogo... ou após o resumo do jogo que vi. O Ibson tem um toque de bola excelente, o futebol dele é apoiado e em progressão. Em teoria Ibson pode ser um grande jogador. Mas voltamos à dúvida da pré-época... qual é a posição de Ibson? Trinco não é com certeza... tem criatividade a mais. Para ser 10 falta-lhe qq coisa... Na minha opinião ele é um transportador de jogo, um volante ao jeito de Maniche. Mas a estes jogadores pede-se que não inventem demasiado e o Ibson em 3 anos de Europa ainda não conseguiu aprender uma coisa básica: Quando há-de fintar e quando há-de entregar. Isto é básico e para um jogador de meio campo é o pão nosso de cada dia... aprende-se nas camadas de formação.
Eu acho que o Ibson pode ser muito útil ao Porto mas isto só pode acontecer se ele aprender este procedimento tão básico, porque perdas de bola como a de ontem... no Ibson... é mato!

Em relação ao Alenichev... devo dizer que o Dimitri sempre foi um dos meninos queridos dos adeptos. O único jogador a marcar nas duas finais Europeias. Mourinho transformou um jogador habilidoso num Frasquinho do Sec.XXI... mas será que Jesualdo pode fazer isso de Ibson????

8/1/07 4:49 da tarde  
Blogger Jorge said...

Eu nao vi o jogo mas nao desculparia o Jesualdo Ferreira.
Se o onze principal ainda e uma equipa jovem e em construcao as segundas escolhas muito dificilmente podem jogar como equipa.
Acho que o Jesualdo cometeu um erro ao nao manter a base da equipa e rodar apenas alguns jogadores.
Se ha uns anos se poderia fazer isso contra equipas dos escaloes mais baixos hoje em dia ja nao e recomendavel como se tem visto.
Se bem que os jogadores sejam relativamente piores, em termos absolutos teem mais qualidade do que tinham ha alguns anos, para alem disso essas equipas treinam muito melhor e conseguem jogar um futebol muito solido.
Colocar onze jogadores de muito bom nivel a jogar contra uma equipa de futebol super motivada da nisto.
O Jesualdo tem experiencia que baste para ter previsto isto alem do mais apos um mes de descanso nao havia razao para nao jogar com os titulares habituais.

8/1/07 5:15 da tarde  
Blogger Pedro said...

O Aleinitchev qd chegou ao FCO já era um jogador maduro e com uma experiência relevante no campeonato italiano. Era já nessa altura muito bom tacticamente! Não me parece que possa ser uma boa base de comparação com o Ibson, pese embora não seja daqueles que ache o brasileiro um fiasco.

8/1/07 6:02 da tarde  
Anonymous Daniel Pinto said...

Bem espero q o jogo com o Aves venha rápido e se confirme que foi apenas um dia horrível q acontece uma vez em 10/ 20 anos. Não vamos c esta derrota vergonhosa pôr em causa tudo o que de bom tem vindo a ser feito... mas é preocupante. E digo preocupante, porque no regresso do plantel de férias e depois de ler os jornais desportivos e ver imagens e relatos dos treinos do FCP pós férias, verificou-se que havia "alegria" a mais, chamar-lhe-ia brincadeira até. Comentei isso mesmo c diversos Portistas e anotei c preocupação. Ontem confirmaram-se as razões da minha apreensão. Uma coisa é bom ambiente no trabalho e até alegria, outra coisa são sinais de relaxamento, níveis de concentração baixos e deslumbramento. A derrota de ontem doeu muito mas espero q tenha sido um sinal para o que se passará no resto do Campeonato. Foi c o Atlético p a Taça... paciência. Se não fosse ontem acredito que fosse c o Aves, ou c o Leiria dps. Temos que levantar a cabeça e mostrar já na vila das aves que tudo foi um equívoco FORÇA PORTO!

8/1/07 6:25 da tarde  
Blogger bLuE bOy said...

Anibal... concordo a 99% no post, com um 'mas', sim, há sempre um 'mas'... IBSON.
Falo por mim... eu no Porto, não tenho 'deuses', nem de cima a baixo, nem de baixo a cima... o meu ídolo, a minha paixão, o meu Deus no FC Porto... é o emblema!!
Ontem, hoje e amanhã!
Contudo, apesar de não endeusar o Ibson, sou um fã da sua forma de jogar.
Com isto, nem pretendo criticar ninguém, nem apoiar ninguém, mas tão só, dizer que pronto, ele ali falhou, inventou na linha lateral... e deu golo!, pronto!
Se a ideia é criticar um lance, pq não perguntar no que pensava Bruno Moraes quando isolado, ainda na 1ª parte?
Para onde queria acertar o Lisandro na 2ª parte?
Com tantos mts de baliza, porque Quaresma foi logo acertar no poste?
São as coisas do futebol... hás dias assim (miseráveis)... e pelo que li, o único não foi o Ibson, foram uns não sei quantos, de ponta a ponta.
Melhores dias virão... vamos acreditar!
aKeLe aBrAçO
http://bibo-porto-carago.blogspot.com/

9/1/07 12:06 da manhã  
Blogger AZULEBRANCODIXIT said...

Sou daqueles que aprecia tanto ou mais, aquilo que um jogador é capaz de fazer para recuperar a bola, quando não a tem, do que aquilo que é capaz de fazer quando a tem. Tanto num caso como noutro não vi, ontem, no Dragão, a tal atitude, de pressing que quando bem executado impede o adversário de 'pensar o jogo'.
Acho que, quem é adepto de um clube com as características do nosso, mesmo quando ganhamos, se não virmos o Porto a fazer pressing logo á saída da grande área adversária (de preferência) não deveremos ficar muito satisfeitos. As melhores equipes que até agora tivemos faziam isso, e esta já provou sabê-lo fazer. Agora que há um excesso de relevo aos números de pura arte do Quaresma, isso é indicutível! Mas os grandes avançados devem saber fazer pressing sobre os defesas adversários, como o grandes Derlei, Deco e até o Postiga (este só em 2002/03)e toda a equipa em geral fazia.
O Deco foi o melhor que até agora tivemos. Mas o Derlei 'enchia-me as medidas' pela garra aliada á competência e disciplina.
Ora, quem lá esteve ontem, viu o Quaresma de cabeça perdida pontapeando a bola contra os paineis publicitários, por duas vezes, pouco antes do tal penálti. Não obstante foi o escolhido. Que dizer?
Estou de acordo quando se diz que houve jogadores que deram um tiro no proprio pé, ou seja, aqueles que vinham reclamando oportunidades.
A vida continua! FORÇA PORTO !

9/1/07 12:25 da manhã  
Anonymous Pentadragão said...

É claro que a culpa não foi do Ibson. A culpa foi da equipa toda. O que critico no IBSON é que aquelas perdas de bola no gajo são constantes! Não foi a primeira vez que aquilo aconteceu. Comentei várias vezes com muitos amigos, noutros jogos: "Este Ibson é muito bom, mas tem o filha da p*ta do defeito de perder bolas a meio-campo, incríveis. Qualquer dia vai dar asneira".

Não era preciso ser o Kassama para prever isto...

http://rascordonline.planetaclix.pt

9/1/07 1:13 da manhã  
Blogger Jorge Ricardo Pinto said...

Aníbal:
Estamos de acordo, julgo. Apenas não concordo com o facto de dizeres que o Aleni era o menino bonito. Foi depois da chegada de Mourinho e não antes. Isto por causa de muita expectativa em torno dele que parecia não se justificar (aliás tal qual fazemos agora com o Ibson). No resto, estou de acordo!

Pedro,
é óbvio que o Ibson não é o Aleni. Basta um ser russo e o outro brasileiro... é claro que há diferenças, bolas! Mas o que pretendo realçar são as semelhanças e parecem-me muitas! Na posição no campo, na expectativa criada, nas características de jogo, na possibilidade de saída sem comprovar o que dele se espera, entre outras.

Azulebrancodixit,
Estou muito de acordo com o que disseste sobre o Quaresma. Antes do penalti (e sem me querer armar em bruxo) senti logo que ia falhar, como aliás disse a quem me acompanhava. Para além desses biqueiros idiotas (em que um deles acertou no nosso banco!!!) um minuto antes do penalti falhado, o quaresma tinha marcado um penalti directamente para fora de forma absolutamente despropositada. Emocionalmente, quando a equipa desespera, quaresma é sempre o primeiro a fraquejar...

9/1/07 4:02 da manhã  
Blogger Aníbal Letra said...

Blue: Eu não critico o Ibson por causa deste lance... mas sim porque esta já não é a primeira vez que isto sucede, felizmente com resultados práticos nulos para os adversários. No lance do golo do Atlético o Ibson fez-me lembrar o Diego... e isso irritou-me profundamente!

Azulebrancodixit: A pressão que o Porto de Jesualdo faz não é muito alta... não é tal alta como o Porto de 2004 fazia, mas isso é por opção de Jesualdo. A linha de pressão do Porto começa no meio-campo e não é o meio-campo que vai à procura da bola. Mesmo Mourinho no Chelsea , desde o ano passado, abdicou de uma pressão alta exercida pelos homens do miolo. Já não vemos Lampard a correr atrás da bola na zona defensiva do adversário, como era habitual no primeiro ano de Mourinho no Chelsea. Existem teóricos que admitem mais vantagens numa pressão média, fazendo recuar a linha do meio-campo e ganhando espaço nas costas do adversário, ao invés de uma pressão alta. Na minha humilde opinião de bitaiteiro, uma equipa que consiga dominar correctamente estas duas formas de pressão pode dar-se muito bem. Existem alturas no jogo para tudo. O Lyon é o caso que mostra como uma equipa pode ser muito bem sucedida em pressing alto mas também em pressing de meio-campo.

9/1/07 10:04 da manhã  
Blogger AZULEBRANCODIXIT said...

Aníbal Letra: 100% de acordo em relação à questão do pressing, bem como á opinião sobre o Ibson.
JRP-Jorge Ricardo Pais 100 % de acordo em relação não só em relação ao 1ª comentário sobre o jogo, bem como sobre o Aleni, embora me recorde duma excelente exibição nos 4-0 ao Benfica no antigo Estádio das Antas frente ao Benfica num jogo de desempate para a Taça de Portugal, ainda sob o comando de Fernando Santos, Taça essa que viríamos a ganhar. 100% de acordo ainda sobre o Quaresma.

9/1/07 10:12 da tarde  
Blogger JRP said...

Pais? Pinto.
Grande jogo esse! Completamente abafado pela comunicação social, apesar de ter sido uma goleada aos vermelhos que os correu da taça. E grande chuvada também... cheguei ensopado a casa...
Alguém arranja esse resumo?

9/1/07 10:54 da tarde  
Blogger AZULEBRANCODIXIT said...

OK!-Jorge Ricardo PINTO, AS MINHAS DESCULPAS! - desse jogo não tenho 'material', mas arranjo de um outro jogo disputado na antiga Luz onde perdemos com mais um roubo de igreja, perdão MESQUITA, escandaloso e escandalosamente abafado sendo sonegadas as imagens virtuais que iriam ser mostradas no extinto Domingo Desportivo da RTP.
jbramao@gmail.com é o meu endereço.

9/1/07 11:14 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

JESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO JESUALDO UM FILHO DA PUTADA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHOJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO JESUALDO UM FILHO DA PUTADA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM JESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA JESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM JESUALDO UM FILHO DA PUTAJEJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO JESUALDO UM FILHO DA PUTADA PUTAJESUALDO UMJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO JESUALDO UM FILHO DA PUTADA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTA FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTASUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO JESUALDO UM FILHO DA PUTADA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAFILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO JESUALDO UM FILHO DA PUTADA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAPUTAJESUALDO UM FILHO JESUALDO UM FILHO DA PUTADA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO JESUALDO UM FILHO DA PUTADA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTAFILHO DA PUTAJESUALDO UM FILHO DA PUTA DA PUTA

15/6/07 3:25 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home