sábado, março 11, 2006

Raul, o abre latas!

Image hosted by Photobucket.com0-2 Image hosted by Photobucket.com

Adriano, Raul Meireles

Vitória tranquila numa partida pouco interessante muito por culpa das exageradas cautelas defensivas da equipa Setubalense.
Adriaanse fez duas alterações em relação ao jogo com o Nacional: Assunção substituiu Cech e Lisandro rendeu Ivanildo. Desde cedo o domínio do jogo foi assumido pelos Dragões com os de Setúbal a instalarem o “autocarro” na frente da baliza de Rubinho deixando apenas Sogou na frente. O FêCêPê tinha muitas dificuldades em penetrar na defensiva contrária já que nas alas Lisandro e Quaresma tinham sempre dois adversários por perto e pelo meio, a floresta de pernas era ainda mais densa. O F.C.Porto poderia ter caído na tentação do jogo directo mas não o fez, optando por uma toada mais paciente. Muitos passes transviados, pouca imaginação e poucos lances de perigo faziam deste período uma altura aborrecida. Foi assim que, à passagem dos 40 minutos, após um canto superiormente marcado por Raul Meireles, Adriano elevou-se acima de Sandro e atirou a contar, abrindo o activo no Bonfim. Durante a primeira-parte os Sadinos não criaram nada digno de registo em termos ofensivos.
Após o recomeço, o Vitória apareceu mais afoito e nos primeiros 5 minutos criou alguns lances de relativo perigo para a baliza de Baía. Mas num contra-ataque rapidíssimo, que se iniciou no próprio Vítor Baía, Quaresma galgou o campo, flectiu para a linha e cruzou de forma exemplar para a cabeça de Raul Meireles, que não teve dificuldade em ampliar a vantagem. Durante o resto da segunda-parte, os azuis e brancos controlaram a partida, poderiam ter ampliado a vantagem mas Rubinho, o azar e o poste impediram que isso acontecesse.

Positivo:

- Raul Meireles: Mais um excelente jogo. Para além de ser um elemento preponderante no miolo do terreno com a sua capacidade de trabalho e visão de jogo, é um jogador que acompanha muito bem as acções ofensivas e está a torna-se mortífero na cobrança de lances de bola parada, especialmente em cantos e nos livres que exigem cruzamentos para a área. Contra o Nacional, ofereceu o golo a Pepe, desta vez foi Adriano o agraciado com a dádiva. Para além disso, ainda marcou um excelente golo.

- Lucho Gonzalez: A bola sai sempre dos pés dele em condições perfeitas para ser recepcionada pelos colegas. Tacticamente é perfeito e além disso joga nos espaços vazios de forma... perfeita. Mesmo não tendo realizado uma exibição de encher o olho, Lucho Gonzalez foi... perfeito.


Negativo:

- Lisandro: Mau jogo do Argentino. Nunca se deu bem com o elevado número de adversários na sua zona de acção, apesar de nunca ter virado a cara à luta.

6 Comments:

Blogger ChrisWoznitza said...

Hi I´m Chriswab. Greatings from Germany,Bottrop !!

11/3/06 11:34 da manhã  
Anonymous DecoMan said...

Este sim, é um blog... um blog c B grande, um blog sempre actualizado, um blog "muito à frente". Parabéns. Depois passo para comentar o jogo. Abraço. FORÇA PORTO

11/3/06 12:08 da tarde  
Anonymous Jorge Ricardo Pinto said...

Estamos claramente a enganarmo-nos. O Porto não jogou bem em Setúbal, o Meireles é um jogador banalíssimo e a continuarmos assim vamos perder o campeonato. Bem sei que a frase anterior parece um contrasenso depois de ganharmos no fora em casa do 7.º do campeonato e com uma assistência e um golo de Meireles.
Mas sejemos realistas: o Setúbal é uma das piores equipas (senão mesmo a pior no momento) do campeonato e competamente diferente da equipa da primeira metade do campeonato (desde logo em jogadores e treinador). O nosso treinador é casmurro e comporta-se com tiques de "Fernando Santismo" que preferia perdoa tudo a alguns jogadores e não perdoa nada a outros. O que Co anda a fazer a jogadores como Cech e Ibson é perfeitamente inadmissível (ambos superiores a Meireles, no meu entender) e só compreensível por pura teimosia e birra. É certo: Meireles chuta bem e tem alguma garra, mas falha muitos passes e não tem classe. O Porto ontem jogou de forma semelhante ao que fez na Luz ou contra o Rio Ave, mas teve pela frente um adversário muito fraco (sobretudo quando comparado ao Benfica) e a sorte de marcar um golo (ao contrário do que sucedeu no Rio Ave) quando até lá, pouco ou nada havia feito (quantas oportunidades claras de golo teve o nosso clube até aos 40 minutos.
Resumindo, a equipa está lenta, amorfa e com muito pouca atitude, tendo no seu conjunto três ou quatro jogadores que não têm nível para serem titulares de uma equipa campeã (como Bosingwa ou a actual forma de Lisandro demonstram) e três ou quatro que disfarçam a situação porque são claramente jogadores de qualidade (como Lucho, Quaresma ou Paulo Assunção).
Abraço e desculpem a sinceridade e o cepticismo...

11/3/06 3:41 da tarde  
Anonymous Nuno said...

Vitória normal do FC Porto contra um setúbal bastante fraco, a começar pelo treinador. Mete-me um bocado de impressão a maneira como o Adriaanse anda a queimar inconscientemente o Lisandro, pondo-o a jogar a extremo que n é nem nunca foi a sua posição, exigindo este esquema táctico coisas do Lisandro que ele n consegue fazer bem. No 4-3-3 anterior ainda disfarçava melhor as suas debilidades a extremo, pq recebia a bola mais próximo da area e ocupava às vezes a posição de 2º ponta de lança mais solto descaindo para o meio, aquela que é sua verdadeira posição e onde rende mto mais, usando a sua rapidez, remate fácil e inesperado e excelente jogo aéreo. É pena pq gosto mto do Lisandro e neste momento n rende nada do que podia render.
E parabéns a tds q fazem mto bem este blog sobre o nosso FC Porto!!

11/3/06 7:13 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O Porto jogou quanto baste. essa é a verdade. o setubal ja não tem a consistencia que tinha desde o começo da época e pagou por isso.

a questão vai ser decidida no jogo SCP FCP

12/3/06 6:12 da manhã  
Blogger Apre said...

Vitória importante, o Sporting está com atitude.

12/3/06 6:57 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home