domingo, março 18, 2007

O F.C.Porto faltou ao Clássico

Image hosted by Photobucket.com0-1 Image hosted by Photobucket.com
Tello

Nada a dizer sobre a justiça da vitória do Sporting. Pelo que o Porto não fez na primeira parte, os de Alvalade são uns justos vencedores.
O Porto iniciou o jogo com Alan e Quaresma nas alas, procurando Jesualdo utilizar as transições rápidas pelas faixas para criar perigo e servir o ponta de lança Adriano. Mas as coisas começaram a emperrar quando o meio-campo do Porto se viu impotente para suster as constantes trocas de bola e as movimentações inteligentes dos jogadores leoninos. Lucho, Meireles e Assunção para além de muito macios, encostaram à defesa, não pressionaram alto, deixando muito espaço para o adversário explorar. Resultado disto, para além de um evidente ascendente do Sporting na primeira parte, a ligação com o ataque não saía tal era o fosso que separava os homens do meio e os da frente. Paulo Bento, explorou o flanco de Fucile para carrilar o jogo. Djaló, Romagnoli, Nani e Tello, todos caíam naquele lado... não tendo o Porto jogadores suficientes para tanto vendaval, já que Lucho chegava invariavelmente tarde, enquanto Quaresma demitiu-se simplesmente de defender, achou que o seu talento não se dignificava com tão reles tarefa. Para Quaresma, o mais importante era evidenciar, expor o seu talento, mesmo que esse exibicionismo fosse prejudicial à equipa... e ontem foi-o bastante.
Na segunda-parte, Jesualdo trocou Alan por Postiga e o FêCêPê subiu de rendimento. Finalmente havia alguém que conseguia ligar o meio-campo com o ataque. O golo do Sporting surgiu contra a corrente e a partir daí só um milagre poderia devolver a igualdade ao jogo.
Na minha opinião, o Porto não perdeu o jogo por causa do treinador, se há algo a apontar-lhe foi não ter trocado Alan por Postiga mais cedo e ter permitido que Quaresma ficasse em campo os 90 minutos. O FêCêPê foi derrotado porque a atitude dos jogadores foi miserável e displicente. Que falta fez a raça de Bosingwa e Lisandro! Claro que para a grande maioria dos adeptos é mais fácil atirar culpas ao treinador, à SAD, aos suspeitos do costume, ao diabo a quatro, do que admitir que os seus meninos bonitos tenham responsabilidades na derrota.
Mantemos o primeiro lugar... mas as coisas já estiverem muito melhores.

Melhor em Campo - Polga: Sem dúvidas!

Arbitragem - Pedro Henriques: : Habilidoso! Na segunda parte achou que devia equilibrar a partida e apitou a tudo contra os azuis. Mas não foi por aí.

Directório de Imagens Actualizado

45 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Desta vez em total desacordo. Não é um problema de raça: é de qualidade ou de falta dela. Não é por falta de raça que quando o Lisandro se lesiona tem de entrar o Alan. Que quando o Lucho tem de sair entra o Jorginho. Que quando o Adriano sai entra o B. Morais. Que se o Quaresma saísse tinha de "entrar" (isto é, ir lá para dentro) ...o Renteria! E perante esta falta de qualidade de quem é a culpa? É da raça? Não, é de uma gestão miserável de recursos que faz com que a equipa que mais facturou na Europa (prémios e transferências) nos últimos anos se apresente com este plantel. É verdade que o Quaresma joga só para ele e, por isso, é que nunca irá para um grande clube. Mas como é que ele pode ser substituído se não há jogada que não tenha de sair dos pés dele? Se ele saísse o jogo do Porto seria um deserto. Assim sempre se espera que de um momento para o outro invente alguma coisa, como na última jogada do desafio. Quanto ao Bosingwa não é um problema de qualidade, mas de cabeça. Qual é o treinador que o atura? É óbvio que o treinador nunca prescindiria dele se não tivesse havido merda. Mas aqui, por mais críticas que se possam fazer ao treinador, os portistas têm que estar com ele. Se perdemos o balneário, então nada nos distingue dos outros.

18/3/07 4:14 da tarde  
Anonymous Daniel Pinto said...

Aníbal estou em acordo contigo, mas não posso deixar igualmente de concordar c este ultimo comentário anónimo: há evidente falta de qualidade em diversos sectores da equipa! Não nos enganemos mais! Já nem vou individualizar culpas porque penso q todos têm a sua quota parte! Ontem foi miserável! E a pergunta q aqui deixo é a seguinte: será q alguém merece ser campeão depois de dois jogos no Dragão como o do Estrela e o de ontem? Ser´+a q alguém merece ser campeão quando no final da 1ª volta tem 8 pontos de vantagem e agora só tem 1? Gostava de acreditar q ainda vamos ser campões, mas até ao final do campeonato ja nada mais me surpreenderá nesta equipa do Porto!

18/3/07 6:47 da tarde  
Blogger Aníbal Letra said...

Não posso deixar de concordar com algumas questões do comentário anónimo: Olhamos para o banco e não vemos uma única solução credível para o meio-campo ou para as alas. Quando a equipa está bem... qualquer um entra lá para dentro e faz o suficiente. Quando a equipa está mal... é preciso ser muito bom para fazer a diferença.

Mas continuo a afirmar que faltou muita raça, é verdade que tb faltou qualidade, mas muita falta de atitude também.
Eu percebo o que o Quaresma significa para o jogo do Porto, mas ontem ele irritou-me como já não acontecia desde 2005.

18/3/07 7:19 da tarde  
Anonymous Dragao ferido said...

Com o Olegário tinha dado para ganhar. Nem havia livre para o Tello e no mergulho do Pepe era penalty certinho. Resultado falseado por um árbitro que não percebe a mística do FCP!

18/3/07 7:20 da tarde  
Anonymous andre said...

Eu ontem fiquei de rastos.
Mas a verdade nua a e crua é que o Sporting mereceu. Fez mais por isso.

Agora discordo na isenção de responsabilidades do treinador.

1 - A colocação de Alan foi um erro tremendo.
2 - Deixar o SCP ter superioridade numérica no meio campo foi outro erro.
3 - 4-3-3 rigido do FCP não funciona perante equipas que tem meios campos de qualidade.
4 - A incapacidade fisica do FCP é total
5 - Quando eu vejo os nossos queridos Rui Barros e João Pinto a coordenarem o aquecimento e parte fisica do FCP até fico com medo
No tempo de Co Adriaanse, apesar de tudo, fisicamente era "sempre a bombar" (acho que é indesmentivel)
6 - Todos nos lembramos das folgas triplas de Co, mas a verdade é que fisicamente a equipa (em 3-4-4) era fabulosa.
7 - As lesãoes musculares não acontecem por acaso
8 - No ano passado Baia deu um frango e foi castigado. Saiu da equipa. Helton tem estado mal e não sai (ontem não compremeteu)...
9 - Na época de Natal fomos às compras buscar um jogador para a posição com mais opções, enquanto que para o meio campo (e sem Anderson e Jorginho), nada foi feito

Desculpem o testamento, mas ontem fiquei de rastos!!

Já sei que as recordações de Co para a maioria não são bem vindas, mas a verdade dos números é indesmentivel.

18/3/07 7:24 da tarde  
Blogger O LEÃO DA ESTRELA said...

na equipa do Sporting que chegou ao fim do jogo estavam nove jogadores portugueses e, mais importante ainda, do meio-campo para a frente, os seis atletas foram todos formados no Sporting. Feitas as contas, Miguel Veloso, Custódio, João Moutinho, Pereirinha, Nani e Yannick custam ao Sporting 120 mil euros mensais, verba que é equivalente ao vencimento mensal de Ricardo Quaresma (também ele formado em Alvalade…). Dá que pensar…

18/3/07 7:29 da tarde  
Blogger DragãodeÁgueda said...

Relativamente aos comentários concordo com quase tudo o que li e ressalvo o seguinte:
1- A análise lúcida à falta de pressão feita pelo meio campo do nosso FCP;
2- O "estoiro" físico da equipa, já notado nos dois jogos com o Chelsea, Marítimo e noutros. De facto, como também já disse é a única coisa de que sinto saudades em Adriaanse....
3- O 11 inicial: que me desculpem, mas o Alan não me satisfaz. Nunca o fez, não foi só de ontem. A minha ideia é esta: uma coisa boa do Lisandro é a fugir da linha e a entrar como 2º ponta de lança. Não era mais lógico ter o postiga (por muito mal que esteja) a fazer isso? É que pelo menos não se alterava o esquema de jogo da equipa.
Lucho: Aníbal já sei que o defendes com unhas e dentes, mas o homem tem que partir uma perna ou "rasgar" para descansar? Não era preferível (já que ele está assim) guardá-lo e pô-lo em jogo quando os outros já estivessem cansados? É que me parece que estamos a queimar um jogador, mesmo na sua relação com os adeptos;
4- O que de mais positivo houve ontem para mim foi a análise lúcida e objectiva do jogo feita pelo treinador no final, sem subterfúgios, sem desculpas. Parece-me que não esconde a cabeça debaixo da terra e sabe onde estão os problemas, o que me deixa optimista para o próximo jogo.

18/3/07 8:03 da tarde  
Blogger hugo said...

O Quaresma parece estar a voltar aos tempos pre-Adriaanse...
Ontem fiquei fodido da vida ao ver esse senhor alhear-se completamente dos trabalhos defensivos deixando o Fucile entregue á sua sorte

18/3/07 10:04 da tarde  
Anonymous Dragão_De_Lisboa said...

A exibição de ontem foi zero. Com isto todos concordamos.

Ideias a reter

(atenuantes):
- O FC Porto de ontem teve menos 4+1 jogadores chave (Bosingwa, Lisandro, Anderson, Ibson + P.Emanuel)
- Lucho a arrastar-se.
- Quaresma sozinho.

Problemas graves:
- Situação física da equipa. É uma vergonha.
- Falta de qualidade do plantel (não se compreendem as opções de Janeiro. Comprámos dois jogadores para lugares preenchidos e ridículo dos ridículos, não jogam e tudo indica que não o farão brevemente)
- Quero-me enganar, mas dá-me ideia que o Renteria é o barrete dos últimos anos.
- Caso-Vieirinha. O Vieirinha é de longe mais jogador que o Alan. Porque não joga mais vezes gostava de saber. Faz um jogo mau, sai da equipa. Se o Sporting trabalhasse assim os seus jovens, a Academia fechava.
- Há jogadores que é obrigatório serem dispensados: Alan e Jorginho têm guia de marcha.
- Há posições em que o FCP tem obrigatóriamente que se reforçar para o ano. Penso que a defesa está bem, com opções para todas as posições (Há que despachar o R.Costa e comprar outro central). De resto, precisamos de um centro-campista, um nº10 que seja alternativa a Anderson e um extremos que jogue bem nos dois lados.
De resto, tenho uma grande dúvida. Temos 4 pontas de lança no plantel, mas parece-me claramente que nenhum é o indicado para atacar a próxima época. O problema é que de Adriano, Postiga, Moraes e Renteria não consigo escolher o melhor, nem o pior.

18/3/07 10:39 da tarde  
Blogger Camilo said...

Também estou de acordo com um comentário aqui feito:
Com o Benquerença, Paraty, António Costa, Bruno Paixão... o FCPorto ganhava por 3-0...ou mais!...
Como foi uma arbitragem honesta, a coisa deu no que deu.
www.ocalabote.blogspot.com

19/3/07 2:19 da manhã  
Blogger Jorge said...

A falta de raca pode estar relacionada com o cansaco. Este por sua vez pode estar relacionado com a pouca rotatividade da equipa, especialmente de alguns jogadores do meio-campo. A pouca qualidade do plantel poderia ser uma desculpa mas o Ibson, por exemplo, pouco jogou quando estava em condicoes, por isso acho que o Jesualdo tem que arcar com parte das culpas.
Veremos o que acontece ate ao fim do campeonato.

19/3/07 3:47 da manhã  
Blogger Aníbal Letra said...

Quero destacar o comentário de alguém que dizia que o 4x3x3 rígido do Porto não encaixa nos 4x4x2. Isto é verdade... por isso é que se pedia aos alas que recuassem, auxilassem na luta do meio e depois fizessem a transposição para o ataque.

Depois a situação de Lucho. Eu defendo-o porque não temos mais ninguém para o seu lugar. O Anderson lesionado. O Ibson estava muito mal, agora lesionou-se. O Jorginho quando entra não tem acrescentado nada. Quer me parecer que Lucho tem andado a jogar lesionado... reparem que nos últimos jogos ele saiu três vezes antes dos 90 com problemas físicos.

Não podemos agora dizer que tudo está mal... que a equipa é uma merda! Esquecem-se desta equipa em Novembro e Dezembro? Tínhamos alternativas, jogavamos bem e em grande estilo. O que é preciso é reflectir no que se passou nas férias de Natal? Como é possível a equipa apresentar-se em tão precário estado físico? Alguém sabe quem é o preparador físico do Porto? Eu não!

Nesta situação toda o mais caricato é que neste momento apontam-se debilidades em todos os sectores menos naquele que era apontado o mais frágil da equipa: A defesa. Engraçado!

19/3/07 9:32 da manhã  
Blogger Nuno said...

Quanto a mim o Jesualdo teve grande influência no desenrolar do jogo e no desgaste que por sua culpa provocou ao meio-campo do FCP.

Inacreditável como não foi capaz de corrigir durante 45 minutos o facto de o Miguel Veloso receber sempre a bola sem qualquer pressão ou marcação, o que desde logo permitiu inúmeras tabelas, e uma fácil circulação de bola que pôs os jogadores do FCP a ter de andar a "cheirar" a bola.

Ora, isto não só tirou jogo ao FCP, como criou um desgaste físico e psicológico graves num jogo com estas características... e das duas uma, ou o treinador é cego e não viu, ou viu e não teve autoridade suficiente para mandar alguém corrigir a situação.

Chegou a haver um lance em que me fiquei a perguntar se aquilo que via estava mesmo a acontecer... estavam 3 jogadores do FCP descaídos para a ala direita, quando só lá estavam 2 jogadores do SCP, ficando um enorme vazio na zona fulcral do terreno, o meio... e muito agradeceu o Miguel Veloso, que com tamanhas facilidades até se deve ter sentido um Maradona, ninugém lhe tirava a bola!!

19/3/07 9:44 da manhã  
Blogger Aníbal Letra said...

Pois Nuno! A liberdade dado ao MV aconteceu por duas razões: Na primeira-parte o meio-campo esteve demasiado recuado e não fez a pressão que devia. O Adriano é um jogador mais estático e que joga entre os centrais, não é jogador para recuar e pressionar o médio-defensivo. Com a entrada de Postiga na segunda-parte o MV já não teve a bola como na primeira e o ataque do Sporting foi residual.
O que se pode apontar a Jesualdo neste jogo foi mesmo não ter visto este problema mais cedo.

A questão da quantidade de jogadores do Porto na ala direita, não me pareceu uma situação constante. O mais usual até foi haver pouco gente neste sector perante a quantidade de jogadores do Sporting que por ali entravam.
O Porto esteve mais preocupado com o Sporting do que em fazer com eles se preocupassem com o jogo do Porto. Quando assim é, o mais normal é ser dominado. Foi o que aconteceu na primeira-parte.

19/3/07 10:06 da manhã  
Anonymous ricardo n said...

Segundo noticias de hoje, Bosingwa não terá sido convocado por não ter treinado adequadamente ao longo da semana... a verdade é que a alternativa do jogo do Sporting (Fucile) não impressionou! É impressão minha ou o Fucile rende mais na esquerda??
Concordo com o Anibal. Faltou raça, faltou fisico e faltou banco para fazer a diferença...

19/3/07 10:28 da manhã  
Blogger Aníbal Letra said...

Não me parece que o Fucile tenha estado mal... o lado dele foi o mais utilizado pelo Sporting para carrilar jogo e ele viu-se impotente para fazer frente a tanto jogador. Não me parece que o Bosingwa a defender tivesse sido uma grande melhoria. O que o Bosingwa faz melhor do que ninguém é o vaivém constante e ininterrupto defesa-ataque.
Mas se não foi convocado por motivos disciplinares... Jesualdo tem o meu apoio!

19/3/07 10:48 da manhã  
Blogger A Firma Forte 76 said...

Juntaram "Beiça" às tripas no almoço de Domingo?

Excelente jogo por parte do Sporting perante um Porto que não teve argumentos para aniquilar a estrategia do Sporting.

PS: Jesualdo deve se ter arrependido de não ter convocado Bosingwa!!!!

19/3/07 11:06 da manhã  
Blogger JRP said...

Aníbal,

Não concordo com algumas coisas que escreveste:
"O Ibson estava muito mal, agora lesionou-se."
Quando é que o Ibson teve uma real oportunidade para podermos dizer que esteve muito mal?
Foi no jogo com o Atlético em que jogou a equipa B? Ou nos jogos em que ele entrava a 5 minutos do fim?
Do Ibson recordo apenas um jogo em que ele entrou mais cedo e a equipa melhorou muito: fora com o Nacional. Perdiamos por um a zero e a partir da sua entrada em jogo a circulação de bola a meio campo e a penetração no meio campo adversário passou a fazer-se com outra consistência.
A culpa da pouca rotatividade do meio campo é de Jesualdo ou de alguma imposição que lhe tenha sido feita pela SAD. Não se compreende que Lucho tenha jogado até à exaustão (e andaram por aí, há uns tempos, rumores que no contracto está acordado que ele tem que jogar sempre) e ainda menos que um jogador (e insisto) absolutamente mediano como o Meireles fosse sempre, mas mesmo sempre, a única opção.

"Não podemos agora dizer que tudo está mal... que a equipa é uma merda!"
Concordo, a equipa não será uma merda...

"Esquecem-se desta equipa em Novembro e Dezembro? Tínhamos alternativas, jogavamos bem e em grande estilo."
Grande estilo? nem tanto... para o campeonato não me recordo de uma exibição de encher o olho. Para a Liga dos Campeões lembro-me dos jogos com o CSKA (fora) e os dois com o Hamburgo, mas as duas equipas passam por imensos problemas.
Se pensarmos nos jogos com Sporting e Benfica, por exemplo, em nenhum dos casos brilhamos. Contra o Benfica tivemos um bom jogo até à saída do anderson, depois péssimos. Contra o Sporting fizemos um joguinho pobre. Esta equipa nunca deslumbrou. Ganhamos jogos a fio sem termos jogado muito, e aquilo que se passou contra o Sporting foi no fundo um filme muito semelhante ao que já haviamos visto com o Braga, mas com um resultado muito pior.

"O que é preciso é reflectir no que se passou nas férias de Natal? Como é possível a equipa apresentar-se em tão precário estado físico? Alguém sabe quem é o preparador físico do Porto? Eu não!"
Sem dúvida. O Poto fisicamente está muito debilitado. Será a abrupta e atribulada entrada de Jesualdo no início do ano a resposta para este comportamento?

"Nesta situação toda o mais caricato é que neste momento apontam-se debilidades em todos os sectores menos naquele que era apontado o mais frágil da equipa: A defesa. Engraçado!"
Engraçado, de facto. Mas nem todos os que por aqui comentam diziam mal da defesa:
1 - Disse, por alturas do jogo com o Sporting na primeira volta, que o Bruno Alves seria jogador de nível europeu. Na altura alguém escreveu que eu era tolo.
2 - Sobre o Pepe, julgo que há consenso (ainda que no passado também não houvesse).
3 - O bosingwa (também já o escrevi em tempos) é um caso psiquiátrico. É bom jogador mas tem estas alucinações que lhe estragam a carreira.
4 - O Fucile é provavelmente a única grande contratação da época. O artista é mesmo bom.

5 - Cech é apenas mediano e Ricardo Costa está para esquecer.

6 - Sobre a defesa devemos ainda acrescentar o papel do Paulo Assunção que é de facto um grande jogador e é, aliás, único médio a jogar decentemente na actualidade.

No meio campo estamos desgraçados:

1 - Meireles (e também já o escrevi e também fui tratado como tolo) é um jogador mediano. Não posso aceitar como indiscutível da minha equipa um jogador que em cada dez passes falha oito.

2 - Lucho é um bom jogador, mas a sua situação actual é insustentável. Lucho está fisicamente numa situação lamentável e no meu entender é o principal responsável pela avalanche ofensiva do Sporting na primeira parte ao não auxiliar Fucile (aliás tal como Quaresma) nas tarefas ofensivas. Ainda assim, ainda aceitando que Lucho é um bom distribuidor, é seguro no passe e inteligente a organizar, volto a fazer um pedido que também (estou mesmo a ser repetitivo) já fiz neste blog: Digam-me um jogo grande em que Lucho tenha enchido o relvado. Nem no passado ano, nem no actual, Lucho foi determinante nos jogos com os grandes, passando sempre ao lado do jogo.

3 - De resto, com as lesões de Anderson e Ibson o Porto pura e simplesmente não tem mais alternativas.

Somem a este drama um Quaresma que (e também já o disse várias vezes) é mais um número de circo que um jogador de futebol, um ponta-de-lança mediano como Adriano ou sem confiança como o Postiga, e finalmente um 3 elemento que ainda ninguém sabe bem quem será, uma vez que Lisandro está lesionado, Alan é um erro que inexplicavelmente continuamos a insistir, Vieirinha está morto (ainda que não se compreenda bem porquê), Tarik emprestado....

Como cereja no topo do bolo, coloquem um Renteria que ninguém sabe porque foi comprado (até pode ser craque, mas em que lugar?) e um lucas que, tal como o Ibson, parece sempre o culpado de tudo o que acontece, sem que ninguém também lhe possa apontar grandes culpas concretas sobre qualquer um dos desaires da segunda volta. Porque é que nem sequer é convocado?

19/3/07 11:46 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Concordo com o Dragão de Lisboa. Um treinador que nem sequer convoca Bosingwa e insiste em Meireles a marcar Paulo Assunção ou é cego ou está a pedir a reforma. Não percebo qual a coerência de num jogo Renteria ser titular e no seguinte ser quarta opção! Dos quatro venha o diabo e escolha é certo, mas se é por fazerem cagada porque é que o Helton continua a fazer umas em cima de outras e continua na equipa? Para professor tem os alunos muito bem preparados fisicamente...é de gargalhada! E aquelas análises no fim dos jogos são de bradar aos céus! Se sabe os motivos porque é que não corrige?

19/3/07 12:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Subscrevo inteiramente tudo o que escreveu JRP.
Treinador fraco, incompetente, medroso = jogadores inseguros, amorfos e sem vontade.
Subscrevo ainda que Meireles, Ricardo Costa e acrescento Jorginho, nem no Dragões Sandinenses teriam lugar!

19/3/07 12:06 da tarde  
Blogger Aníbal Letra said...

JRP:

O Ibson atravessou uma fase bastante má. Parecia recuperado e agora lesionou-se. Não tenho uma opinião muito bem formada do Ibson, mas se calhar porque lhe foram realmente dados poucas oportunidades de se mostrar de forma sistemática. Há treinadores que optam pela rotatividade e outros não... mas relembre-se que quando Jesualdo no Marítimo lançou Ibson ele logo se lesionou. Muito azar.

Ganhamos em Moscovo e na Alemanha quando já não davam nada por nós e sem Anderson. A equipa apresentou-se muito bem e em determinados períodos do jogo chegou a ser brilhante. Concordo que não estivemos sempre assim e que para o campeonato nunca apresentamos um futebol por aí além. Mas perdemos 5 pontos em toda a primeira volta... melhor seria muito difícil.

Em relação aos jogadores, e devo fazer um Post durante a semana, analisando um a um os jogadores, existem de facto situações incríveis. Renteria é uma contratação incrível quando precisavamos de meio-campo. Vierinha é outro. Como é possível arrumar com o puto por causa do único jogo que fez a titular?
Lucho, é uma questão física. JRP, Lucho não tem que encher o campo... ele só tem que pôr a jogar a equipa. E nisso foi um dos grandes responsáveis por grandes exibições que fizemos o ano passado e este ano. Mas a sua acção é pouco notada... é normal.
Meireles é uma caso esquisito. Parece-me fraco psicologicamente. Quando as situações de complicam... Meireles complica-as mais. Não é o jogador esclarecido que a equipa precisa quando as coisas começam a correr mal.
Adriano, como eu já afirmei, é um jogador de área ponto final, levando com tudo o que isso tem de bom e de mau.
Postiga, está novamente numa forma lastimável, ao nível de tempos em que foi emprestado.

19/3/07 12:42 da tarde  
Blogger Aníbal Letra said...

O que é engraçado nisto tudo, desculpem mas eu adoro encontrar situações para me rir quando a todos os outros apetecem pôr-se a chorar, é que se ganharmos na Luz... toda esta teoria vai por água abaixo e esta equipa é outra vez a maior do mundo... e quiça da Europa! :D

19/3/07 12:45 da tarde  
Blogger lucho said...

Uma 1.ª parte desastrosa com Jesualdo a levar uma lição de Bento. De facto só deu Sporting e Helton. Muitos calafrios nos 50 mil adeptos Portistas. Na 2ª parte o nosso técnico admite o erro (Alan) e troca-o por outro erro (Postiga) mas o FCPorto começa a controlar o jogo. Numa falta de Postiga nasce o grande golo de Tello e o Sporting que nem passava o meio campo adiantava-se. O Porto reagiu mas sem grande convicção. Jesualdo volta a cometer um erro quando tira Adriano. São erros a mais. O Porto tem o empate na cabeça de Postiga mas este jogador falha golos de forma inacreditável. Parabéns ao Sporting que mereceu ganhar pelo que fez na 1.ª metade. O Porto está mal, muito mal. Não sei por onde vai, mas só sei que não deve ir pelo caminho que tem seguido nos últimos jogos... Jesualdo foi o pior da noite mas não lhe ficaram atrás Postiga, Alan e Lucho. Pedro Henriques foi habilidoso na marcação de faltas, deixou jogar para um lado e apitava tudo para o outro. Mas não vou por aí. Nada está perdido mas o jogo da Luz vai ser decisivo. E este Porto não pode ter a atitude da 1ª parte. Assim não vamos lá. Mas ainda acredito que tudo mude em duas semanas...passem pelo blog do lucho

19/3/07 2:06 da tarde  
Anonymous ACOSTA said...

Tudo seria diferente se tivessemos na equipa os tais "Jogadores à Porto"! Mistica, carisma, alma, honra e força mental quando em cima da técnica, da velocidade e da endurance fazem muita falta!
Inflizmente estas caracteristicas não são uma constante nos "plantéis" das últimas épocas.
Até podem jogar bem de vez em quando, ganhra muitas vezes, mas não persistem!
No estádio houve momentos muito tristes, muitos mesmo!

19/3/07 2:48 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O grande problema do FC PORTO é Pinto da Costa que com o desenrolar do processo do Apito Dourado está cada vez mais "à rasca" e o seu silêncio profundo e prolongado é bem prova disso. Já não é o Dirigente temido e influente de outros tempos (a idade também já começa a pesar) e penso que temos de encontrar alternativas para o futuro do nosso Clube.
Eu, por mim, gostava de António Lobo Xavier para Presidente. É inteligente, moderno, influente e poderia dar uma melhor imagem do Clube e da SAD.

A Pinto da Costa, Reinaldo Teles, Antero Henrique, Sardoeira Pinto e todos os que se têm prepetuado no poder ao longo destes anos é preciso dizer: OBRIGADO...

19/3/07 3:32 da tarde  
Anonymous ricardo n said...

O que eu gostava de ver mesmo era hoje os lampiões a lavarem na pá... mas infelizmente vão jogar com o seu "satélite", portanto são favas contadas!
De facto tb não percebo o afastamento do Vieirinha. Será um caso disciplinar? Mais valia terem prestado o rapaz! Agora não me venham é impingir o Alan...
Postiga depois de uma boa 1ª volta está tb uma nulidade. Parece o Nuno Gomes!
Meireles está inconsistente mas acho que daí a chamá-lo um jogador mediano tb acho exagero. É o unico jogador do Porto que tem uma grande facilidade de remate fora da área. E já fez bons jogos esta época!! Contudo não há mesmo alteranativas no meio-campo. Na reabertura de época em Dezembro ja tinha referido isso mesmo. Será altura de pensar novamente no Madrid? Na volta o Jesualdo ja deve ter pensado que estava na hora de "conhecê-lo"...
Anibal, quanto á questão do Fucile, ele foi massacrado pelo Sporting mas tb não devo deixar de dizer que dos 100 cruzamentos que o nani fez para a área, Fucile não fez qq pressão sobre o homem... não digo que deva entrar á "fomeca" mas um pouco de fisico em cima do outro tb não faz mal a ninguem... e nisso ele parece-me fraquinho.

19/3/07 3:46 da tarde  
Blogger DragãodeÁgueda said...

Caros bitaiteiros:
julgo já ser altura de "olhar em frente".
Assim gostaria de começar a recolher opiniões sobre a melhor forma de atacar o jogo na Luz.
Algumas ideias:
- acho que Jesualdo vai regressar ao 4-4-2, com o regresso de Bosingwa à direita, Fucile à esquerda e a subida de Cech para o meio campo. O problema para mim vai ser a escolha do 2º avançado, para emparceirar com o Quaresma. O Adriano (pese embora o seu valor) não me parece com as características indicadas para este sistema (segurar a bola de costas à espera de apoio);
- o regresso do Anderson. Sinceramente acho que é contraproducente colocá-lo a jogar. Não terá ritmo (e se há coisa que os adversários do Porto já sabem é que convém um ritmo alto) e para além disso corre o risco de levar logo uma "castanha" só para não se esquecer, de modo a condicioná-lo o resto do tempo.
- Outra hipótese que pondero (e até vai contra o que disse em relação a outros jogadores não muito utilizados, mas já estou por tudo): face à debilidade física da equipa fará sentido entrar para o meio campo o João Paulo? Eu sei que aqueles pés de futebol não percebem muito, mas o físico pode ajudar... Ou (outro devaneio) o Bosingwa no meio campo com Fucile e Cech nas laterais?
Gostava de saber opiniões.

19/3/07 3:55 da tarde  
Blogger Aníbal Letra said...

Caro anónimo: falar agora de eleições é coisa que não me apetecia, nem acho que faça muito sentido. Mas estavamos perdidos se Lobo Xavier fosse o nosso presidente. O homem até pode ser sério, mas é tão macio como o meio-campo do Porto no Sábado.

Dragão de Águeda: Falar do jogo do Benfica a 15 dias de distancia é outra coisa que me custa a fazer. Vamos aguardar mais uns dias? Mas é óbvio que Adriano não pode jogar de início. Pode ser que à Nossa Senhora do Caravaggio ajude e Postiga faça golos à Bélgica e à Sérvia e volte a animar.

19/3/07 6:20 da tarde  
Anonymous Dragão_de_Lisboa said...

Caro Aníbal: Eu acho que a partir do momento em que Pinto da Costa faz a figura que está a fazer esta época faz todo o sentido falar de eleições, seja em que altura foi.
É absolutamente vergonhoso que por causa das implicações do apito e de Carolinas, o silêncio do nosso presidente prejudique o FC Porto dia após dia. Por diversas vezes o FC Porto foi prejudicado pelas arbitragens e ele calado. É nomeado mais um árbitro de Lisboa para apitar um clássico, ele calado.( por este andar estou para ver quem é nomeado para o jogo da Luz)
Penso que o FC Porto precisa de sangue novo na presidencia e acabar com os comissionistas da SAD que têm feito um trabalho de contratações verdadeiramente memorável. Enfim...

Ainda no que respeita a jogadores, tenho uma opinião muito própria. Nos últimos dois anos contratámos Alan, Pitbull, Leo Lima, Bomfim, Tarik, João Paulo, Ezequias, D.Valente, etc, etc. Não estará na altura, de uma vez por todas, de integrar no plantel Hélder Barbosa, Paulo Machado e Vieirinha (como reais opções)?
Ficamos com os extremos Vieirinha, Lisandro, Quaresma e Barbosa. Meio campo com Assunção, Meireles, Lucho, Ibson, P. Machado e Anderson + uma contratação. Poupem o dinheiro e tragam de volta a mística ao FC Porto.
Nova presidência e Jorge Costa a treinador!

19/3/07 8:02 da tarde  
Anonymous Dragão_de_Lisboa said...

Sonho em ver a seguinte equipa técnica no FC Porto o mais depressa possível:

Treinador: Jorge Costa
Adjuntos: Aloísio e João Pinto
Trein. Guarda-redes: Vítor Baía
Preparador Físico: ? (um estrangeiro de qualidade)

19/3/07 8:04 da tarde  
Anonymous Forum do Dragão said...

Visitem o novo forum do FC Porto. Forum do Dragão

http://forumdragao.pt.vu/

19/3/07 8:14 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Apesar de não gostar especialmente deste treinador (aliás, acho que a diferença entre os resultados e exibições deste ano e do ano passado é que no ano passado tínhamos um treinador), acho que quanto ao Vieirinha tem que se lhe fazer alguma justiça no "esquecimento". No defeso Vieirinha entrou a jogar com o Adriaanse duma forma espantosa;jogava com uma alegria e vontade de jogar extraordinárias. Deixou toda a gente de boca aberta, incluindo o próprio Adriaanse que até aí o desconhecia.
Com o novo treinador, o Vieirinha "foi-se" e, pior, deve-se ter convencido que era craque porque sempre que entrava era uma espécie de mini-Quaresma a jogar para a galeria com um ar totalmente displicente. Não foi só o jogo que fez a titular. Entrou também em Leiria e a sua prestação e sobretudo a atitude foram de meter nojo, quando só tinha era que comer a relva para mostrar que o treinador estava enganado. Nessa altura Jesualdo fez bem em mostrar-lhe que não tem estatuto para se armar em vedeta. Aliás, se persistir nessa atitude Vieirinha perdeu definitivamente a corrida para Hélder Barbosa que, se não se tem lesionado, seria a grande revelação deste campeonato.

19/3/07 8:18 da tarde  
Anonymous fcpmirandela said...

Visitem o nosso blog e vejam a programação da inauguração da nossa casa ADRAGONADA...

http://fcpmirandela.blogs.sapo.pt

19/3/07 10:55 da tarde  
Blogger Jorge said...

Vitor Baia treinador de guarda-redes?
Nem as pensas.

20/3/07 12:00 da manhã  
Blogger JRP said...

Pronto, começou o disparate.
Jorge Costa a treinador? O homem ainda agora começou...
É disto que eu tenho medo, da loucura de querer sangue e de crer que é assim que se resolvem as coisas.
Acima de tudo calma. As coisas estão negras, de facto. Mas calma...

20/3/07 1:46 da manhã  
Anonymous Dragão_de_Lisboa said...

Jorge Costa é tão bom ou mau treinador como o Paulo Bento. Ainda agora começou mas ao menos é um adepto do FC Porto, conhece a mística e sabe quais as qualidades necessárias para se ser jogador do FCP. Disparate são os treinadores que temos tido. Ultrapassados e ainda por cima lampiões.

20/3/07 2:36 da manhã  
Blogger Aníbal Letra said...

É preciso calma! Todos gostamos de Jorge Costa, mas para ser treinador do clube é preciso algo mais do que gostar e sentir o clube. E Vítor Baía a treinador de guarda-redes?
Pôr alguém como Baía a treinador de guarda-redes é como contratar o Bill Gates para ajudante de cozinha. Tiro ao lado!
Vamos com calma... a época ainda não terminou e é preciso colocar os nossos esforços em apoiar esta equipa e não em destruí-la a meio da época!
F.C.Porto, sempre!

20/3/07 9:37 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Faltam claramente opções alternativas ao onze titular do Porto. Fomos buscar 2 jogadores em Janeiro que não têm lugar no plantel, quanto mais na equipa titular. Com o dinheiro que se gastou nos dois tinhamos trazido o Madrid. O Jorginho no ínicio da época passada era só o jogador do plantel com mais assistências para golo, ou já se esqueceram? Como pode um jogador que nunca joga entrar a meio de um jogo deste e fazer alguma coisa. O benfisca até a jogar com Manú, Paulo Jorge, João Coimbra, etc. ganha jogos. O problema está na falta de rotatividade do plantel, isso desmotiva quem está de fora (quando entram não têm ritmo e não sentem que possam mudar alguma coisa) e faz relaxar os titulares (não se esforçam como deviam). O Jesualdo tem culpa na forma como os jogadores se apresentam e como a equipa joga. Os desadministradores da sad têm culpa no capítulo das contratações, sim, porque não é o treinador que escolhe os jogadores para o plantel. A excepção a esta política foi o Mourinho, e ainda assim teve que levar com o Bruno, Serginho Baiano, etc. Onde já se viu um clube onde não é o treinador que escolhe os jogadores para o seu plantel? Que interesses movem os desadministradores da sad do porto? Tudo na vida tem o seu tempo, e parece-me que após muito ter dado ao nosso clube, Pinto da Costa está desgastado e já não se envolve como deveria... É pena...

20/3/07 2:08 da tarde  
Anonymous Dragão_De_Lisboa said...

Ó Anibal, has-de-me dizer o que se passa com o Baía. Não serve para treinador de Guarda-redes? Vocês são uns visionários do caraças. Esqueço-me que és o tal gajo que diz que o Postiga é que é melhor que o Adriano. Enfim.
Bil Gates na cozinha? Que comparação mais parva. Não serve para treinador de gr, serve para quê? Treinador principal? Ou presidente? Deixemo-nos de disparates.

20/3/07 11:14 da tarde  
Blogger Jorge said...

Dragao:

A pergunta tem de ser posta ao contrario.

Porque e que o Baia so serve para treinar guarda-redes?
Por ser guarda-redes? O Mourinho devia estar a treinar o que entao, suplentes? O Domingos devia treinar pontas de lanca?

Tendo em conta o curriculum, a inteligencia e personalidade do Vitor Baia parece-me ridiculo sugerir que ele deva ser treinador de guarda-redes se optar por continuar ligado ao futebol.

21/3/07 12:50 da tarde  
Anonymous Dragão_de_Lisboa said...

Aguardo com enorme curiosidade que os iluminados deste site me digam o nome de UM ex-guarda-redes que tenha feito carreira como treinador de futebol. Só um!

22/3/07 2:20 da manhã  
Blogger Aníbal Letra said...

Dino Zoff, chegou à final do campeonato da Europa com a Itália.

Walter Zenga, ainda é treinador de futebol.

Mas existem mais...

22/3/07 9:42 da manhã  
Blogger Jorge said...

Mas que tipo de raciocinio e esse?
Mesmo que nao tenha havido um unico guarda-redes que tenha feito carreira de treinador isso implica que nenhum guarda-redes possa ser treinador?
Talvez queira simplesmente dizer que muita gente no futebol partilha os teus estereotipos.
Alem disso o que esta em questao nao e o Vitor Baia vir a ser treinador mas limitar-se a ser treinador de guarda-redes. Se ele optar por continuar ligado ao futebol havera concerteza cargos que aproveitem bem melhor as suas qualidades.

22/3/07 12:57 da tarde  
Anonymous Dragão_de_Lisboa said...

Dino Zoff e Walter Zenga...
Aníbal, estás a brincar comigo não estás?
Que palhaçada de conversa.

23/3/07 9:13 da tarde  
Anonymous andre said...

Faço em primeiro lugar a minha declaração de interesses: Jorge Costa será sempre um símbolo do FCP. Mas considerá-lo como uma possível escolha para treinador do FCP é ridiculo. Senão pensemos bem: será Jorge Costa o homem capaz de revolucionar o futebol tacticamente?; será ele capaz de perder horas e horas a estudar os adversários e treinar durante a semana todas as nuances tácticas que a equipa precisaria de aplicar durante o jogo?. A resposta a estas perguntas parecem evidentes: ainda que seja cedo para falar porque ele assumiu uma equipa que não foi formada por ele Jorge Costa limita-se a fazer o que todos os treinadores portugueses fazem, ou seja, imitar o special one e colocar a equipa a jogar em 4-4-2 com o meio campo em losango. Além disso tb não estou a ver o Jorge Costa (que foi acusado por Adriaanse - ainda que indirectamente - de não treinar a 100%) como um mestre no treino técnico, táctico e físico. Pois é isso que precisamos. Porque se for pela mistica fica lá o Paulinho Santos.
Agora é claro que os patamares que os sócios do FCP exigem são muito elevados e Jesualdo não os atinge. Contudo, e descontando alguns erros tácticos, a verdade é que a nossa equipa não pôde contar com aquele que na minha opinião é o melhor jogador em Portugal (Anderson), tem vários jogadores importantes lesionados (Lisandro, Ibson), contrariedades essas que pesam bastante. Perdoando a comparação e a escala em que a faço, queiram or favor pensar como seria o Barcelona sem o seu melhor jogador (Ronaldinho), sem um jogador da linha da frente capaz de fazer a diferença (Messi) e sem um jogador que em fases da época pode ser importantissimo (Iniesta). Ainda que as comparações sejam dificeis de fazer.
Eu acredito neste FCP ainda que percamos na Luz.
E acredito porque sou portista. E esse é o meu maior orgulho na vida.

24/3/07 12:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home