segunda-feira, outubro 23, 2006

Serviços Mínimos assegurados

Image hosted by Photobucket.com1-1 Image hosted by Photobucket.com

Djaló; Quaresma

O FêCêPê empatou em Alvalade e pode-se dizer que saiu encantado com o ponto conquistado.
Jesualdo Ferreira, naturalmente, apostou em Assunção para substituir o lesionado Anderson, mantendo a estrutura 4x3x3 da equipa e antes do início do jogo pensava-se que o Porto poderia dar uma réplica diferente.

Durante quase toda a primeira parte, o F.C.Porto foi uma sombra do que os adeptos portistas esperam da equipa: Erros defensivos inacreditáveis, o meio-campo encostou demasiado à defesa e quando em situação de ataque a superioridade numérica dos jogadores do Sporting era por demais evidente. Só Quaresma conseguia conduzir jogo, apesar de muitas vezes não ter lucidez para fazer o último passe correctamente. Não foi de espantar, por isso, que numa cratera da defesa do FêCêPê, aparecesse Djaló, completamente sozinho e sem precisar de tirar os pés do chão, a cabecear para o fundo das redes de Helton.
Para o início do segundo-tempo, Jesualdo tirava Assunção e colocava Jorginho. A intenção era esticar mais o meio-campo e ter alguém que conseguisse conduzir o jogo pelo meio. Logo aos 4 minutos, aproveitando uma, mais uma, “abébia” de Ricardo, Quaresma atirou a contar e fez o empate. O Sporting parecia perdido e Porto finalmente passou a mandar no jogo, fazendo pressão logo à saída do meio-campo leonino. Mas os leões depressa readquiriram a lucidez mas nunca com o domínio conseguido durante os primeiros 45 minutos.
O empate acaba por ser lisonjeiro para o FêCêPê… o Sporting mereceu muito mais a vitória, lutou mais, jogou mais e criou mais oportunidades de golo.
Como disse e bem Jesualdo Ferreira no final da partida, o resultado foi muito melhor que a exibição, tendo o F.C.Porto a obrigação de apresentar um futebol muito melhor do que mostrou ontem. No Sábado, esperemos que já com Anderson, exige-se uma grande exibição e um grande resultado!

Melhor em Campo - Quaresma: Não houve um único jogador do Porto que tenha feito uma grande exibição. Quaresma, pelo golo e por algumas jogadas durante a primeira parte em que foi o único a tentar remar contra o marasmo geral acaba por ser o que merece o maior destaque.

Arbitragem - Pedro Proênça: Jogo sem casos. Erros de pormenor que não influíram no desenrolar dos acontecimentos.

Directório de Imagens Actualizado

48 Comments:

Blogger Gabriel said...

O melhor em campo tem que ser o Quaresma, porque senão fosse ele que é que marcava 5 golos e fazia 3 assistências para recuperar dos frangos que o Hélton tava sempre a dar.
Pensa nisso.

23/10/06 11:53 da manhã  
Blogger Aníbal Letra said...

Gabriel:
O Helton fez duas boas, se quiseres excelentes, defesas. Não cometeu erros e isso num guarda-redes é importante. Poderia ter tido o meu destaque no MJP(Melhor jogador do Porto), mas tb não me parece que tenha feito uma exibição transcendente.

O MJC(Melhor jogador em campo), divido-me entre João Moutinho ou Djaló!

23/10/06 12:47 da tarde  
Anonymous Fokinha said...

Todos devemos concordar que o empate foi bem bom..
e conservamos o 1º lugar..

Desde quando o Helton têm ese visual? é que nao vejo nenhum jogo do Porto a bué tempo..

23/10/06 12:47 da tarde  
Anonymous miguel87 said...

Obrigado Ricardo! pelo ponto que nos ofereceste ontem. Que continues por muitos e bons anos a defender as balizas do sporting e da seleção dos amigos do outro! Ontem não pude ver o gato fedorento, porque era a mesma hora do jogo, por isso obrigado pelo momento hilariante da "flash-inteview" que compensou isso!
Sobre o Porto: se empatamos em alvalade sem o Anderson e sem jogar um cú, este campeonato não vai ser muito dificil! Venha agora o engenheiro, por uma vez na vida vou aplaudi-lo no nosso campo!

23/10/06 1:07 da tarde  
Anonymous Daniel Pinto said...

ma que lateral é aquele... fucile! os jogadores do sporting aperceberam-se da fraqueza e atacaram sempre por aquele lado. Também Pepe apercebendo-se das fragilidades do seu companheiro se encostou demasiado a ele, deixando a descoberto muitos espaços na zona central. Perdoem rápido o Bosingwa...! Só ontem soube pelas estatísticas da sporttv q ele é o jogador com mais recuperações de bola no campeonato... e é lateral. acho q jesualdo é suficientemente inteligente para ter percebido isso ontem. de resto isto não é o braga e não podemos continuar a dar 45 minutos de vantagem ao adversário. esta equipa é passiva a defender. ele tem um conceito de defesa à zona q está completamente ultrapassado. ha defesa à zona, mas hoje em dia é pressionante. sinceramente...

23/10/06 1:34 da tarde  
Anonymous kostadinov said...

Carissimos,
Tendo em conta a exibição, aceita-se o empate. Se houvesse um vencedor, atenção que o "se" tem muita importancia, esse seria o sporting. O que é bastante diferente dizer que o scp merecia ganhar !! Existe um exagero nas tua opinião : o scp não mereceu MUITO MAIS ganhar nem sequer depressa READQUIRIU LUCIDEZ. Eu vi um porto muito mole na primeira parte, a defender muito recuado e explorando apenas o flanco direito como via de acesso à baliza do bébé mimado. faltou orientação e voz de comando no meio campo. A 2ª parte o FCP foi mais activo e organizado, e o scp nunca teve o controlo que tinha tido na 1ª parte. O FCP cresceu um bocadinho e foi suficiente para o scp se assustar e jogar com mais receio.
Ficou provado que o dream team do scp é uma autentica invenção dos jornais e que uns meninos não são mais que bons jogadores, longe de serem estrelas de futebol.
Palavra final para Jesualdo, que na minha opinião esteve mt bem nas substituições.

23/10/06 1:42 da tarde  
Anonymous miguel87 said...

é verdade Daniel Pinto...se houvessem duvidas, ontem desapareceram: o Porto além de não ter fio de jogo atacante, não sabe defender! qualquer equipa troca a bola e tem os espaços todos pra jogar no meio campo defensivo do Porto...até o Maritimo conseguiu isso aqui no Dragão! Quanto ao Fucile, concordo que é inseguro a defender, mas muito bom e agressivo a atacar. Pegando nessa estatisca, talvez fosse boa ideia aproveitar o Zé para o lugar dele - a trinco - até porque o Assunção está de rastos.

23/10/06 1:45 da tarde  
Blogger Aníbal Letra said...

Daniel Pinto e Miguel87: A defender o Fucile não esteve brilhante, mas longe dos vossos adjectivos. Cometeu alguns erros mas recuperou n de bolas e no lado dele caíam Djaló, Moutinho e o Chileno. Não foi por aí... até porque no lance do golo apareceram três jogadores do Sporting daquele lado e só lá estava o rapaz. Se ele errou nalguns lances foi tb porque esteve desacompanhado.

Kosta: O Porto teve 10 minutos na primeira parte em que dominou o jogo e 15 minutos na segunda. O Porto nunca conseguiu ou quis controlar o jogo... quando o Sporting atacava encolhia-se e dava o meio-campo ao adversário. E isto aconteceu não só na primeira parte, apesar de concordar que o Porto da segunda-parte foi muitíssimo melhor que o Porto da primeira.

23/10/06 2:20 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Se é portista visite este forum :

http://www.setbb.com/fcp/

ajude esta comunidade crescer.... Participe....

FCP FOREVER

23/10/06 3:13 da tarde  
Blogger Zirtaev said...

Concordo com a generalidade da análise.

Ao colocar dois trinco o Jesualdo encostou o meio campo à defesa. Já o tinha feito nos 2 jogos que tinhamos perdido anteriormente.

Gostei muito da exibição do Lucho, para mim foi melhor que o Quaresma.

Dizer que o Fucile é fraco tb não parece correcto, cometeu alguns erro, mas mas acho que no geral esteve muito bem. Basta ver por exemplo o que fez o Nani por aquele lado.

Na 2ª treinador emendou e o FCPorto esticou o jogo e as bolas chegavam jogaveis aos avançados e a diferença foi enorme para a 1ª parte.

O empate, para quem só jogou meio jogo acaba assim por ser bom.

Um abraço.
http://portistasdebancada.blogspot.com/

23/10/06 3:27 da tarde  
Blogger Pedro Reis said...

O Fucile no lance do golo não tem culpa pq estava a marcar o Tello, o Lucho e o Lisandro é que estão no raio de acção do Nani e o deixam receber e cruzar à vontade e na área era ao Pepe (ou ao R.Meireles) que competia marcar o Djaló.

Só vi o resumo e por isso a minha análise será sempre superficial, mas pareceu-me que quando o FCP acelerava era muito mais incisivo e perigoso do que o SCP. Tirando uma jogada do Djaló na 1ªparte e uma do Liedson na 2ª, foi mais despejar bolas para a área do q outra coisa...

Quanto à arbitragem foi "normal" sendo que nunca me lembro de um jogo (especialmente em Alvalade) em que os sportinguistas não se queixem. É uma ladainha insuportável! O 1ºamarelo do Assunção não tem razão de ser e quando muito ele veria o 1ºna jogada com o Djaló (e mesmo assim...). O Moutinho tem 3 entradas duras (uma na 1ºparte sobre o Lisandro, outra sobre o Lucho e uma 3ªsobre o BA) e em nenhuma vê amarelo. Em contrapartida o Lucho, o Quaresma e o Jorginho vêm amarelos injustificados.

Espero q para a semana, e com o Anderson, a música seja outra!

P.S. Aplausos p o FSantos porquê? Só se for por fazer os vermelhos perderem tantas vezes! Ridiculas as afirmações dele ontem.

23/10/06 3:27 da tarde  
Anonymous vlk said...

depois do jogo com o hamburgo tinha dito aqui q estava á espera do jogo com o sporting pra ver como era o Fucile a defender, visto q com o hamburgo ñ foi possivel...

e de facto neste jogo deu pra ver, e ñ acho q tenha sido assim tão mau como algumas pessoas estão a querer fazer parecer!!
o unico mal dele é o mm de toda a defesa do porto, com excepção do Pepe, é q quando apanha avançados q façam muitas movimentaçoes e trocas de posiçoes eles ñ sabem acompanhar e compensar essas movimentações, tal como tinha acontecido com o arsenal! sendo q no caso do Fucile até tem a desculpa d ter sido apenas o seu 2º jogo e por isso ñ ter o devido intrusamento!!

alias, acho até q fez 1 grande dupla na 1ª parte com o quaresma na ala direita, quase q parecia q jogavam juntos á anos, o mal foi, sem se perceber porquê, o quaresma ter passado pra esquerda!
e mostrou mais 1 vez ser muito bom a atacar, e dos (poucos) cruzamentos q vimos faz envergonhar o Bosingwa...

quanto á exibição, apesar de reconhecer q o sporting teve maior ascendente,mas ñ me desagradou de todo!
estavamos a jogar em alvalade, com 1 boa equipa, mt rotinada q fecha mt bem, tem 1 grande meio campo, onde é mt dificil perderem a posse de bola, com jogadores a trocarem constantemente de posiçoes e muito rapidos.. e o porto sem o Anderson, q quer queira-mos ou ñ é ele e + 10 actualmente! notava-se bem a sair pro ataque q faltava ali alguem a conduzir o jogo!

e ja para ñ falar q temos 1 equipa em processo de amadurecimento, e q temos ali 2/3 jogadores q em condiçoes normais ñ seriam jogadores pro porto...

23/10/06 3:38 da tarde  
Blogger Bulhão Pato said...

Subscrevo o comentário. Acho que o Sporting foi punido porque continua a ter um guarda-redes de segunda categoria, que vai custando alegremente pontos e contos, mas também esperava muito mais do FC Porto. Foi uma sombra do FCP do ano passado.
Saudações leoninas (e façam a gentileza de ganhar ao Benfica).

23/10/06 4:05 da tarde  
Anonymous andre said...

Jogo fraquinho, em péssimo relvado.
Melhor o resultado que a exibição.
Gostei das substituições do mister, assim como das suas declarações.

A minha análise individual:
Helton - algumas intervenções sempre seguras

Fucile - gostei, não compromete, sobe bem, mas sinceramente o Bosingwa quando quer é muito melhor que o uruguaio. É bom ter concorrência para este lugar

Pepe - quase sempre bem. Parece-me que no golo está fora da sua posição, até porque não deve ser o central a cobrir o lateral. Se existe um trinco este é que deve fazer as compensações (Acho eu)

Bruno Alves - muita entrega e 0 de classe. Dois falhanços enormes que podiam ter dado golo

Cech - não gostei dele a defender e a atacar quase não existiu

Paulo Assunção - fora de forma, e parece-me que este ano ao jogar 10 metros mais á frente do que o ano passado perde em qualidade já que é preciso pensar mais rápdio

Raul - nada de especial, alguns passes errados

Lucho - normal, nada de transcendente

Lisandro - fraco

Postiga - alguns pormenores a segurar a bola

Quaresma - bem na direita contra Tello e fraco contra Caneira

Jorginho - alguns bons apontamentos e trouxe maior rapidez

Diago Valente - gostei da abnegação

Bruno Moraes - muita vontade, mas pouco tempo

23/10/06 4:06 da tarde  
Blogger JRP said...

Lendo o que vocês escrevem, fico com a ideia que o Porto só jogou com 8. Ninguém fala de 3 jogadores que estiveram no pior e no melhor do Porto de ontem: Cech, Meireles e Bruno ALves.

E vou começar pelo último. Bruno Alves foi para mim o melhor jogador em campo do Porto. E se querem saber, só o Helton rivalizou. Durante todo o jogo anulou o Liedson e quem quer que aparecesse na sua área de acção. Ganhou bolas atrás de bolas pelo ar e foi ainda o jogador mais importante no lance do golo (através das suas duas insistências), tirando obviamente o Quaresma que a meteu lá dentro. Foi o único jogador do Porto que esteve sempre ao mesmo nível, do princípio ao fim, e que nenhuma culpa teve no golo, porque policiava (e bem!) o Liedson. Só entendo este esquecimento global pela obsessão contra o jogador, que aliás tem sido sempre dos melhores da equipa nestes últimos jogos. Dirão que sou eu que só o sei defender... possivelmente o farei, mas há evidências que são claras! O único lance em que esteve mal foi num choque com o Helton, em que falha não por laxismo, mas por vontade em aliviar o lance, num lance que o mesmo depois rectificou. Foi o melhor a léguas de todos os outros, só equiparado ao Helton.

Quanto a Meireles e Cech, foi uma lástima. O primeiro falhou passes atrás de passes e só ficou em campo para a segunda parte, porque o Paulo Assunção tinha um amarelo e os lagartos estavam a fazer aquele injustificado barulho todo e Jesualdo fez bem em tirá-lo. Meireles foi, no meu entender, o principal responsável pela má transicção para o ataque, tantas foram as bolas que entregou ao Sporting. A culpa não será só dele, uma vez que os que estão à sua frente provavelmente também não souberam criar condições para receber bem a bola, mas Meireles esteve mau demais, inclusivamente a defender. Aliás, Meireles neste jogos grandes fora de casa, desaparece sempre. Terá alguma vez nível para estes jogos?
Cech esteve a um plano semelhante. Dificuldades imensas a atacar e a defender (apesar de que na cabeçada de Liedson ao poste ele é carregado pelas costas, algo que passou despercebido, como é costume, aos comentadores televisivos). É preciso arranjar uma alternativa a este rapaz, que em jogos em casa com equipas pequenas desenrasca bem, mas nestes jogos, ainda não tem (alguma vez terá?) estofo.

Última nota (que como sempre o texto já vai longo...) para Quaresma e Lucho. Não concordo nada que tenham estado bem. Destes dois tenho sempre que exigir muito. Pelo valor internacional que têm, pelo salário que auferem, pelo estatuto que têm. Quaresma salvou o jogo com o golo, porque de resto foi nada ou quase nada. Uma ou outra arrancada que pouco ou nada trouxeram (um remate ao lado na 1.ª parte e um cruzamento mal feito que Ricardo quase frangava). Lucho é o que já ando a dizer há muito. Nos jogos grandes apaga-se. É certo que tacticamente esteve bem e teve alguma liderança, mas em missões ofensivas falhou passes consecutivamente e defensivamente continua muito macio. Os grandes jogadores superam-se nestes jogos e fazem a diferença. Desde que aqui está, Lucho nunca o fez. Espero que o faça para a semana.

De resto, concordo com o que se tem escrito, mas continuo do lado de Fusile que poderá não ter estado brilhante a defender, mas ataca e cruza bem, assim como tem muita segurança no passe. Este miúdo promete!

23/10/06 4:11 da tarde  
Anonymous miguel87 said...

Anibal e Pedro Reis: não digo que o Fucile seja terrivel, antes pelo contrario, apenas acho que pelos 2 jogos que vi dele é muito bom a atacar mas pouco seguro a defender; é diferente de culpa-lo no lance do golo por ex.! Quanto aos cruzamentos, sem dúvida que juntamente com o Vieirinha, parecem ser os únicos que cruza bem com regularidade. Quando apontam que as falhas dele são as mesmas do resto da defesa, concordo plenamente e vai de encontro ao que tinha escrito anteriormente, que esta equipa do porto não sabe defender.
Tambem concordo com o JRP sobre o Bruno Alves, tanto tempo falaram mal do rapaz sem razão nenhuma, que agora é dificil verem como ele tem jogado tão bem á medida que vai ganhando minutos e confiança. Tudo bem que tem uma fifia ou outra de vez em quando, mas isso tambem o Pepe ainda hoje tem uma ou outra...apenas já passou de besta a bestial á mais tempo.
Pedro Reis: Aplaudir o engº claro! em 1º lugar por não estar a treinar o porto, e depois por estar no benfica...que lá fique muitos anos!!

23/10/06 4:32 da tarde  
Anonymous jdm.dragão.lisboeta said...

Caros amigos,

Há muito que visito este blog. Hoje, pela primeira vez, contribuo com um breve comentário.

Simplesmente para saudar a análise serena, assertiva e acertada sobre "filme do jogo", com a qual concordo plenamente.

Destaco, no entanto, o Helton, porque foi funddamental em duas ou três intervenções, demonstrativas de classe extra.

Espero que no próximo sábado, a equipa corresponda melhor, na exibição e no resultado, até porque viajar mais de 300 Km para cada lado, como o faço todos os 15 dias, merece uma recompensa, que infelizmente o ano passado não aconteceu, mas isso já é passado e acredito que a normalidade voltará ao Dragão.

23/10/06 4:37 da tarde  
Blogger O Situacionista said...

Caro Aníbal,
Começando pelo treinador, Jesualdo, exceptuando a inexplicável troca de flanco do Quaresma na 2ª metade da primeira parte, esteve, antes, durante e depois do jogo, muito bem.
Quanto aos jogadores, penso que em Dezembro temos que ter por prioridade a compra de um defesa esquerdo. Por outro lado, BAlves, se (continuar a) passar no teste do próximo sábado, vai-me "obrigar" a dar a mão à palmatória.
Mas o pior para mim foi o desempenho do meio campo. Não percebo as actuações do Meireles e do Luxo. É que nem um nem outro se conseguiu adaptar às “novas” funções. E não me parece que a “culpa” seja do Anderson. O Meireles continuou a pensar que era trinco e o Luxo continuou a ter por referência o Meireles ...a jogar a trinco !!! Não pode !!! Então nenhum dos dois consegue trocar a bola ? Nenhum consegue segurar a bola ?? Nenhum consegue fazer uma transição ? Não conseguem subir no terreno ? A juntar ao desemprenho destes dois tivemos um Assunção com clara falta de ritmo e ainda por cima muito cedo condicionado pelo (inexplicável) amarelo.

Bem o Jesualdo a mudar ao intervalo.
Bem também nas outras substituições.
Mas especialmente bem nas declarações pós jogo. Muito bem mesmo.

Só um porMAIOR:
A jovem e inexperiente equipa dos verdes iniciou o jogo com uma média de idades de 25,18 anos.
A (nossa) equipa experiente e mais velha, por sua vez, começou com um onze que tinha, por média de idades, ...24 anos !!
Daqui a bocado também eu (embora não seja muito mais velho) volto a ser um miúdo...

P.s. – No golo dos verdes, na minha opinião, a falha é do Meireles. No lance do desentendimento entre o Helton e o BA, a culpa SÓ pode ser do BA se o Helton tiver falado (“minha”...”tou”...ou outra expressão qualquer, menos “deixa”, claro)....e não me parece que o tenha feito !!

23/10/06 4:51 da tarde  
Anonymous ricardo n said...

Concordo com o JRP. O lucho continua longe da boa forma... e não estando lá o Anderson, o jogo ofensivo do Porto ressente-se bastante. O Lucho na primeira parte pura e simplesmente não existiu (se não consegue construir jogo, que se faça de verdadeiro argentino e que jogue mais fisicamente... a palavra foi bem escolhida... muito macio)! Para o jogo com o Benfica mantinha-o no onze obviamente. Não há alternativas e há sempre a possibilidade de ele reaparecer.
Fora de forma (ou será o esquema táctico que não o favorece??) está Assunção... Duvido que jogue no proximo jogo.

23/10/06 5:01 da tarde  
Blogger Aníbal Letra said...

Bruno Alves: Não concordo que tivesse estado impecável. Pelo ar foi quase tudo dele... é verdade! Mas durante a primeira-parte o Bruno Alves esteve demasiado nervoso... para além de uma fífia que pode dividor com Helton se o Brasileiro não tiver "falado", nunca colocou a bola jogável despachando-a sistematicamente "à tolinho seja eu". Quem costuma visitar o blog, sabe que eu sempre defendi o BA, mas falta classe a este rapaz. Na segunda-parte acalmou e fez uma exibição bem mais positiva.

Cech: O Eslovaco não tem estado muito bem. Mas não temos melhor. Ou preferem o Ricardo Costa?

Raul Meireles: Já venho a dizer que este rapaz não atravessa a sua melhor forma. Para Sábado, o meio-campo tem que ser: Assunção, Lucho e Anderson.

Lucho: Não concordo nada com tantas críticas ao Argentino no jogo de ontem. É verdade que na primeira parte andou um pouco à deriva, tal como toda a equipa... mas na segunda foi ele quem assumiu o jogo e levou o Porto para a frente. Não fez uma exibição transcendente mas longe de ter estado mal.

23/10/06 5:11 da tarde  
Anonymous ricardo n said...

Então e o que dizem do diogo valente? Pode ser uma alternativa ao lugar do Cech? Ou será arriscado?

23/10/06 5:16 da tarde  
Blogger Aníbal Letra said...

Ricardo n: Para mim que nunca o vi jogar a defesa-esquerdo era uma manobra arriscadíssima. Mas posso dizer que o Diogo Valente até não entrou mal... mas em vez dele tinha colocado o Alan ou Vierinha. O Sportem estava todo embalado no ataque e alguém mais explosivo era necessário. Mas pronto... em relação às substituição do Jesualdo é este o meu único reparo.

23/10/06 5:20 da tarde  
Anonymous andre said...

Anibal,
o Vieirinha não estava no lote dos 18

23/10/06 5:35 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Concordo com a analise do JRP mas devo dizer que o Lucho nao tem problemas com os jogos grandes, e possivel que a baixa de forma seja mais notavel nesses jogos.

Ja o conhecia dos seus anos no River e lembro-me de grandes jogos que fez contra o Boca e nas competicoes internacionais.

23/10/06 5:39 da tarde  
Blogger Aníbal Letra said...

:D

Então... primeiro tinha-o posto no banco e depois logo se via!

Obrigado André!

23/10/06 5:40 da tarde  
Blogger JRP said...

Caro Aníbal,

O Bruno Alves não é nem será tão cedo (ou provavelmente nunca será) um jogador com classe. Como não eram o Paulinho Santos ou o João Pinto. Nunca o veremos com a personalidade de Cannavaro, nem com a eficácia de Ricardo Carvalho ou nem mesmo com a liderança de Beckenbauer.
Mas ontem, desculpa a insistência, para mim foi o melhor, e nem sequer foi preciso muito. Basta ver o mal que os outros estiveram. Por isso quando dizes que "Pelo ar foi quase tudo dele... é verdade! Mas durante a primeira-parte o Bruno Alves esteve demasiado nervoso...", pergunto-te onde viste o nervosismo. No lance com o Helton? Até tu o semi-ilibaste: "para além de uma fífia que pode dividor com Helton se o Brasileiro não tiver "falado"".
Depois dizes que "nunca colocou a bola jogável despachando-a sistematicamente "à tolinho seja eu"". E quem é que a colocou? Além disso, o seu papel não era de construir jogo... era defender, e, se possível, permitir uma boa partida para o ataque, mas se ninguém o fez, porquê retirar mérito ao Bruno que, ainda assim, fez pelo menos dois passes em profundidade que não tiveram melhor sorte por demérito dos atacantes? Não quero parecer fundamentalista (ainda que eu saiba que por vezes o pareço), mas no seu papel de defesa central em que fez desaparecer o Liedson, com a colaboração ofensiva, em que foi decisivo no golo como participou activamente em praticamente todos os cantos do nosso ataque, Bruno foi, na minha opinião e ao contrário do que tu dizes, o menos nervoso e aquele que mais cedo estabilizou.
De qualquer forma, independentemente de ter sido ou não o melhor, que é coisa sempre difícil de definir, agrada-me que haja um novo consenso, não em considerá-lo o melhor, mas pelo menos em aceitar que um jogador com um excelente percurso nas camadas de formação, em todos os escalões internacional (excepto na A), considerado o melhor defesa do campeonato grego no único ano em que lá actuou e com um percurso no nosso clube, possa ser visto de forma diferente áquela do final do ano passado e início deste.
Abraço,

24/10/06 12:04 da manhã  
Anonymous yagami said...

[quote] João Pinto [/quote]

desculpa ?! não digas mal do meu idolo de infancia ! :)

sobre o diogo valente , gostei , é bom jogador , precisa de ser mais aproveitado. ficamos com uma equipa muito jovem e promissora

24/10/06 12:49 da manhã  
Blogger Dragonis said...

Os efeitos do desiquilibrio e de alguma falta de qualidade nalguns sectores do plantel construído para o sistema de Adriaanse tornam esta equipa numa grande confusão. Nos jogos com equipas algo poderosas continuamos a jogar sempre na corda-bamba. Em Janeiro e no final da época a renovação da equipa vai ter que ser feita.

24/10/06 3:51 da manhã  
Blogger Aníbal Letra said...

JRP:

Na minha opinião os defesas-centrais são os primeiros construtores de jogo. Se um central, ao invés de acalmar o jogo e colocar a bola jogável num colega, começa a depejar a bola para a frente "à tolinho seja eu", o mais provável é entregar a bola ao adversário e dar-lhe mais uma oportunidade para atacar. A minha opinião sobre o Bruno Alves ainda não mudou:
Antes... quando quase todos o crucificavam, eu dizia que era preciso dar oportunidades ao rapaz.
Agora... ainda não tenho opinião segura sobre ele. Num defesa-central a classe é muito importante. Dos últimos centrais do Porto, o único de quem me lembro que tinha pouca classe era o Lima Pereira. Mas eram outros tempos...

24/10/06 9:39 da manhã  
Blogger Pedro Reis said...

Só uma nota: quem vir o lance na televisão entre o Helton e o Bruno Alves não pode ter dúvidas. A culpa é claramente do Bruno Alves. E não era preciso o Helton ter dito nada! Ele está a ver o Helton a sair, é um lance na zona do GR, para quê ir aquela bola? Só por "nabice"!

24/10/06 10:27 da manhã  
Anonymous andre said...

Oh pá parece mesmo que só o JRP é que não quer ver...

Quem está habituado a Aloisio, Jorge Costa, Ricardo, Jorge Andrade, Geraldão... tem mitas dificuldades a aceitar o Bruno Alves.

A boa vontade não chega. Lembram-se do Freitas??lol

24/10/06 11:15 da manhã  
Anonymous miguel87 said...

pra quem fala assim do BA: abram os olhos para a classe do R.Costa e do P.Emanuel!!!

24/10/06 11:22 da manhã  
Anonymous Tripeiro said...

A exibição até nem foi lá muito boa, mas o resultado para mim, acaba por ser positivo.
Foi um jogo fora, e neste momento em confronto directo, já estamos em vantagem o que é sempre bom.
Começamos um bocado mal no jogo, mas aos poucos fomos equilibrando a partida.
Quaresma foi para mim o mais "endiabrado" e o que tentou desiquilibrar.
Cada vez que tocava na bola...um coro de assobios das lagartixas.
De ser da inveja..LOL.
Na segunda parte mais uma saída em falso do aviário e Quaresma a fuzilar as redes.
Gostei da estreia do Diogo Valente.
Ainda não o tinha visto jogar esta época.

Um Abraço,
Tripeiro
http://anti-lampiao.blogs.sapo.pt

24/10/06 12:34 da tarde  
Blogger Aníbal Letra said...

Miguel87:
Sobre o Ricardo Costa não pronuncio mas sobre o Pedro Emanuel:
Não tem uns pés de encantar; Não tem capacidade para sair a jogar com a bola nos pés; Mas é um patrão na defesa... claro que tb manda a sua charutada para a frente, mas ainda prefiro de longe o P.Emanuel ao Bruno Alves. Quando falei na classe dos nossos centrais anteriores, obviamente que me restringi aos titulares.

24/10/06 12:38 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O Bruno Alves e um miudo e o Pedro Emanuel e um veterano.
O Bruno Alves e um defesa do estilo do Fernando Couto que esta ali para arrumar a casa.

Em caso de duvida limpa-se a bola da area, com mais experiencia podera vir a ter mais calma em certas situacoes e garantir que a equipa ganha o controlo da bola.

Nao vi o jogo de ontem mas contra o Braga e o Arsenal vi que, ao contrario de que muitos dos comentarios que tenho lido nos jornais e blogs, o BA nao e tosco e tem um passe longo muito preciso e uma boa visao de jogo.

Quanto ao comentario do Pedro Reis, nao e relevante se o PA ve ou nao ve o Helton a sair. Se o Helton nao grita a avisar que a bola e dele o defesa tem de assumir que o guarda-redes pode nao controlar a situacao e limpar a area.

24/10/06 4:05 da tarde  
Blogger JRP said...

Muito para responder. Como eu gosto.
Antes do debater de ideias, que fique claro o seguinte (e provem se estou errado): Eu nunca disse que o Bruno Alves tinha classe, eu nunca disse que o Bruno Alves estava na galeria dos melhores centrais da história do Porto e eu nunca disse que tenho a certeza de que Bruno Alves virá a ser um grande e perene central da defesa do Porto. Posto isto:

1 - O Aníbal escreveu: "Na minha opinião os defesas-centrais são os primeiros construtores de jogo. Se um central, ao invés de acalmar o jogo e colocar a bola jogável num colega, começa a depejar a bola para a frente "à tolinho seja eu", o mais provável é entregar a bola ao adversário e dar-lhe mais uma oportunidade para atacar".
Eu estou completamente de acordo, aliás, nunca disse o contrário. O que disse foi o seguinte: "o seu papel não era de construir jogo... era defender, e, se possível, permitir uma boa partida para o ataque, mas se ninguém o fez, porquê retirar mérito ao Bruno que, ainda assim, fez pelo menos dois passes em profundidade que não tiveram melhor sorte por demérito dos atacantes?"
Ora, se bem me recordo a discussão surgiu porque eu me insurgi de não ter sido (até àquela altura) comentado o jogo de Bruno Alves que, repito, foi para mim o melhor em campo do FCP, independentemente de todos os relativismos que essa definição comporta. Assim sendo, insisto, esse papel de organização da partida para o ataque cabia mais a Bruno Alves ou a qualquer elemento do triângulo do meio campo ou até dos defesas laterais? Ainda me lembro, há uns posts atrás, do Aníbal defender o Bosingwa porque o papel de um defesa lateral não era o de cruzar bem... então agora o do defesa central é de construir jogo?
Um bom central, num jogo comum, poderá e até deverá fazer tal, mas num jogo em que não tínhamos meio campo, em que o Sporting pressionava fortemente e em que uma perda de bola à entrada da área poderia ser fatal, não parece que os tais chutos para a frente sejam grande pecado.
Depois o Aníbal adianta: "Antes... quando quase todos o crucificavam, eu dizia que era preciso dar oportunidades ao rapaz."
Concordo, eu também.
E depois: "Agora... ainda não tenho opinião segura sobre ele."
Outra vez de acordo. Nem eu. Acho que tem potencial e um historial atrás dele que o colocam como possível referência futura, mas não tenho a certeza que venha a ser grande.
O Aníbal conclui: "Num defesa-central a classe é muito importante. Dos últimos centrais do Porto, o único de quem me lembro que tinha pouca classe era o Lima Pereira. Mas eram outros tempos..."
Isso da classe é coisa muito relativa (Jorge Costa, por exemplo, tinha classe?). Mas ok, dou de barato. Vamos lá falar de classe: Ricardo Silva, Gaspar, Paulo Pereira (ainda que durante muito tempo tenha actuado como defesa esquerdo), Zé Carlos, Ricardo Costa têm classe? E atenção, todos eles ganharam títulos (nalguns casos, muitos títulos) e participando activamente em alguns jogos. Mais do que isso, Ricardo Costa foi apontado como aquele que viria a ser o melhor central português pelo Mourinho...

2 - O Pedro Reis escreveu: "Só uma nota: quem vir o lance na televisão entre o Helton e o Bruno Alves não pode ter dúvidas. A culpa é claramente do Bruno Alves. E não era preciso o Helton ter dito nada! Ele está a ver o Helton a sair, é um lance na zona do GR, para quê ir aquela bola? Só por "nabice"!".
Eu acrescento à nabice, cegueira e loucura. Sinceramente, Pedro, não consigo vislumbrar nas imagens que o Bruno Alves tenha visto a saída do Helton. E não posso acreditar que tenha ou então o tipo é doido, o que pelo meu discurso já deve ter dado para perceber que não penso que seja.

3 - Agora o André: "Oh pá parece mesmo que só o JRP é que não quer ver... Quem está habituado a Aloisio, Jorge Costa, Ricardo, Jorge Andrade, Geraldão... tem mitas dificuldades a aceitar o Bruno Alves. A boa vontade não chega. Lembram-se do Freitas??lol"
Então não me lembro? Era conhecido como o 115, exactamente por, nas dobras, chutar para onde está virado.
De resto, André, não estou a comparar o Bruno Alves com os nomes que referiste acima (em particular com o Ricardo Carvalho que para mim é o melhor central do mundo de há 4 anos para cá). Nem podia, só se fosse doido! O Bruno começou agora...
Mas comparar com o Pepe já faz sentido. O que é que nós pensávamos do Pepe até ao início do ano passado?
E já agora, alguém se recorda do primeiro jogo do Ricardo Carvalho a titular do Porto? Foi contra o Salgueiros e começou com um falhanço incrível que originou o 1 a 0 para o Salgueiros nas Antas. Ou o primeiro jogo do Fernando Couto, no Bessa num lance com o Marlão Brandão? E, já agora, a tal classe do Fernando Couto no início da sua carreira no Porto e dos tais pontapés para a frente?

3 - Para terminar, devo dizer que acho que me precipitei. Ou melhor, entusiasmei-me com o facto do Bruno ter sido o melhor do Porto (na minha opinião) e entristeceu-me ninguém o referir, pelo menos como um bom elemento.
É muito possível que eu me venha a enganar, como o Mourinho parece ter-se enganado com o Ricardo Costa, mas apostei contra a maioria que dizia que com ele seria o descalabro, que a defesa seria um furo e que seria expulso todos os jogos que jogasse.
Até agora, sinceramente, penso que eu tinha razão. Mas não foi isso que quis sublinhar quando escrevi a primeira vez. Foi, tão só, dizer que ele tinha sido o melhor do Porto em campo. E isso, ainda ninguém me mostrou que estive errado. Excepto o Helton (de que já falei), mostrem-me um que tivesse estado melhor!

24/10/06 4:20 da tarde  
Anonymous andre said...

JRP, ganda texto...Lol
mas tens razão em muita coisa que dizes.

Eu tenho uma fezada: O Bruno Alves vai marcar um golo ao SLBosta!!!

Todos os jogos digo isto, mas acho que vai ser esta semana.

Os meus amigos e familiares que estão comigo na bancada PT gozam-me, dizem que me vão obrigar a ir dar um abraço ao BA quando ele marcar um golo... se for ao SLBosta até desço as escadas...lol

24/10/06 5:05 da tarde  
Blogger Pedro Reis said...

Tenho q concluir que não viste as imagens da televisão pq elas são claras: o Helton está na linha de vista do BA. Se mesmo assim ele não o viu é pq anda a beber sono...

Quanto ao não acreditares que ele seja doido, talvez seja bom lembrares-te do que ele fez o ano passado ao Nuno Gomes. Se não é de doido andou lá perto...

P.S.: Lá pelo Mourinho ter dito que o RC ía ser o melhor central português (o que eu dou de barato apesar de não me recordar de o ter ouvido): 1. O Mourinho diz muitas coisas com segundas intenções (neste caso motivar um jogador seu); 2. Nem tudo o que o Mourinho diz é lei!

24/10/06 5:09 da tarde  
Anonymous miguel87 said...

Jrp: não tem nada a ver com o assunto, mas alegra-me saber que mais alguem além de mim considera o R.Carvalho o melhor central do mundo! Alias, eu era capaz de o incluir no top 5 dos melhores jogadores do mundo! Não me lembro de ver nenhum jogador tão completo como ele (falam do Beckenbauer, mas infelizmente nao é do meu tempo), mesmo em baixo de forma, como parece estar neste momento, nao deixa de ser um espetaculo ve-lo a jogar. Não tenho duvidas que se o rapaz tivesse (por azar) nascido no montijo em vez de em Amarante já era nesta altura considerado apenas abaixo do Eusébio...

24/10/06 5:19 da tarde  
Anonymous ricardo n said...

Já disse que não gosto muito do Bruno Alves (nem no estilo nem em certas atitudes que ele tem dentro do campo). Por favor não o comparem ao Pedro Emanuel. Poderá ser da diferença de idades e experiência, mas o Pedro Emanuel consegue ser o patrão da defesa e jogar duro quando é preciso sem entrar nos tais exageros do BA que o Pedro Reis referiu... Tenho algumas duvidas que ele evolua (pelo menos) no sentido do Pedro Emanuel, mas nunca se sabe. Gostaria de pensar que sim, mas temos o caso do Ricardo Costa que para mim nao vai evoluir mais do que aquilo que é hoje... e hoje é muito mau!

24/10/06 5:45 da tarde  
Blogger lucho said...

Vejam lá como o Anderson vai calar o estúpido do Vieira... Vão ao meu blog, o do Lucho: http://sergiopmgomes.blogspot.com/

24/10/06 6:01 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

lucilio baptista a arbitrar o derbi...............ja tamos habituados...n foi ele k arbitrou o nosso jogo em braga?

24/10/06 10:21 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Pedro:

Sera que os ensinamentos basicos mudaram nos ultimos anos?
O que eu aprendi quando era novo e por estas bandas ainda se ensina aos miudos e que em situacoes como a que estamos a discutir o defesa so para quando o guarda-redes disser claramente que a bola e dele.
O defesa nao se deve fiar na movimentacao do guarda-redes ja que mal este tenha a percepcao que controla a bola grita para parar a intervencao dos seus colegas.

24/10/06 10:38 da tarde  
Anonymous miguel87 said...

A unica classe que o Pedro Emanuel tem está no Porsche dele e nos vinhos que ele assiduamente vem comprar a matosinhos...de resto, podem dizer o que quiserem dele, que é o patrao, que é o treinador em campo, blá blá blá...mas quando a bola chega perto dele temo pela segurança defensiva do porto e pelas pernas do infeliz que lhe aparece pela frente! é um caceteiro de primeira como só o Boavista sabe criar...até o Ricardo Silva que era um excelente central nos tempos do Porto, não passa agora sem as suas cartuchadas!

25/10/06 9:45 da manhã  
Blogger Pedro Reis said...

Miguel,

Por essa ordem de ideias tb o Fernando Couto era um caceteiro (e o Jorge Costa idem), mas enfim são opiniões...

P.S.: Podes agradecer ao Quaresma o empate em Alvalade...

25/10/06 10:08 da manhã  
Blogger Aníbal Letra said...

"Ricardo Silva que era um excelente central nos tempos do Porto"

:D

Olha... o Ricardo Penalti Silva. Quando ele jogava tínhamos 50% de possibilidades de ter um penalti contra.

25/10/06 10:10 da manhã  
Anonymous miguel87 said...

Pedro, já agradeci ao Ricardo pelo golo, o Quaresma limitou-se a aproveitar a oferta...de resto apenas pode não ter parecido um jogo tão mau devido á mediocridade do resto da equipa do meio campo pra frente, e isto antes de ter ido para o lado do Caneira, porque a partir dai nem ele escapou. Para eu mudar a opinião que tenho dele, era preciso que ele jogasse regularmente a um nivel aceitavel, ou seja: jogar mais para a equipa, defender, cruzar em condições, etc...coisa que ele não faz em 2 jogos seguidos.
Anibal, sinceramente não é essa lembrança que tenho do Ricardo Silva, antes pelo contrario, lembro-me bem por ex. de 2 jogos com o Barcelona, aqui e em Nou Camp, que fez 2 excelentes exibições. Mas concordo com o Pedro: são opiniões.

25/10/06 11:49 da manhã  
Blogger Aníbal Letra said...

Pois... toda a gente se lembra dos jogos dele com o Barcelona e esquecem-se dos outros! Mas tens razão... são opiniões!

Abraço.

26/10/06 10:10 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home